Wesley nega ter traído o Palmeiras e diz que história do São Paulo pesou

O meio-campista Wesley foi apresentado oficialmente nesta terça-feira, no CT da Barra Funda. Contratado até o fim de 2018, o novo reforço tricolor afirma que escolheu o São Paulo por ser movido a desafios e nega ter iniciado negociação enquanto lutava com o Palmeiras contra o rebaixamento no Brasileirão de 2014. Wesley assegura que decidiu ir para o São Paulo apenas quando o time alviverde tinha escapado da degola no torneio.

Wesley chegou a ser vaiado durante jogo do Palmeiras pela última rodada no Nacional de 2014, contra o Atlético-PR, acusado de ter negociado com a diretoria do São Paulo.

“Para ficar claro que a decisão [de deixar o Palmeiras] foi depois do Brasileirão. Foi uma vontade minha e agora pude realizar”, disse Wesley, negando pré-acordo feito com o São Paulo em agosto.

A versão de Wesley vai contra declaração de Ataíde Gil Guerreiro, vice de futebol do São Paulo. O dirigente tricolor comunicou que Wesley firmou pré-acerto com o São Paulo no ano passado.

Insatisfeita com a postura do atleta, o Palmeiras retirou Wesley do elenco até o fim do vínculo, que venceu nos primeiros meses de 2015.

Wesley minimizou a opção por trocar de time, atuando em clube rival, fato que despertou ira por parte da torcida do Palmeiras.

“Mudar para o rival não é fácil, isso já aconteceu outras vezes”.

No São Paulo, Wesley espera atuar como segundo volante. Ele não foi registrado para o Paulistão e Copa Libertadores.

O São Paulo terá opção de inscrevê-lo no torneio continental caso passe para a próxima fase. A estreia, portanto, só poderá ocorrer em 12 de abril, se o time do Morumbi avançar no Estadual.

O projeto apresentado pelo São Paulo pesou na troca de clube, afirma. A possibilidade de ganhar títulos no Morumbi também foi determinante.

“Era um projeto meu. Uma nova casa. Nova situação. Tomei decisão em casa. Sou movido a desafios. E com a graça de Deus deu tudo certo”.

“Decidi tomar essa decisão de fazer parte de um clube com essa grandeza. Venho pensando em títulos. Só ganhando títulos você consegue marcar seu nome na história. Espero conseguir”.

A opção pelo São Paulo

“O São Paulo há tempos vem mantendo regularidade. O último título foi em 2012, pela Copa Sul-Americana. Mas a qualquer momento pode dar certo. Escolhi pela história do São Paulo, por sua grandeza. É um desafio que quero encarar”.

Período no Palmeiras

“Estou super tranquilo [respondendo sobre críticas recebidas da torcida do Palmeiras]. Na minha cabeça entendo que fiz ótimo papel. agora quero seguir meu caminho”.

Críticas da torcida do Palmeiras

“Acho que o torcedor vai ao estádio, paga ingresso e quer ver resultado. Logico que as cobranças aparecem. Mas sempre fui transparente, nunca procurei ficar de fora dos jogos. Joguei sem condições”

Comemorará gol contra o Palmeiras?

“Vou comemorar [se fizer contra o Palmeiras], comemorar muito. Eu trabalho pra caramba, fico longe da família. E se eu não comemorar vou estar desrespeitando meus companheiros que tanto trabalham. O gol é um momento mágico, fruto de trabalho árduo, e não tem motivo para não comemorar”

Reprovado na base do São Paulo

“Eu tinha 14 anos. Nem me lembro de detalhes. Então não posso te contar porque estarei falando algo sem precisão. Mas isso me deu mais força para encontrar outros desafios”

 

Fonte: UOL Esporte

3 comentários em “Wesley nega ter traído o Palmeiras e diz que história do São Paulo pesou

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*