Um melhor mais do mesmo

Depois de alguns dias sem São Paulo, estou de volta para comentar a retomada do time e a disputa da segunda metade da temporada. Já na primeira partida nesse retorno, clássico contra o líder invicto, Palmeiras.

   Fiquei bem dividido quanto a sentimentos nessa volta, afinal, tivemos uma nítida melhora e em alguns momentos nos comportamos melhor que o rival. Logicamente que muitos vão dizer que era obrigação, pois jogávamos em casa e contra um adversário que trouxe uma escalação sem todos os titulares e blá, blá, blá. Concordo, mas sejamos sinceros, a disparidade de momento, padrão de jogo, dinheiro, plantel e sorte (sim, sorte) são gritantes.

   Os números do rival são impressionantes na temporada, principalmente quando o assunto é o setor defensivo. Portanto, quero exaltar a jogada do nosso gol, que foi trabalhada, com bola rolando e com participação de dois jogadores que precisam crescer nesse momento, Hernanes e Pablo. A vitória poderia ter se confirmado, caso o estreante Raniel tivesse melhor conclusão no início do segundo tempo, era a bola do jogo.

   Depois disso, o São Paulo recuou e sofreu a pressão natural quando se enfrenta o líder do campeonato. Cuca deixou claro que queria esse jogo pra tentar matar num contra-ataque, inclusive preparava a entrada do Toró quando sofreu o gol de empate.

   O São Paulo, mesmo sendo mais limitado, mesmo num momento ruim, tem que parar de se apequenar. Essa postura tem comprometido resultados nos últimos tempos, foi assim na semi do Paulista de 2018, na final deste ano, no jogo de sábado… Nosso Tricolor só voltará aos grandes dias se jogar pra frente, com confiança, buscando a grandeza que foi perdida. Fez o gol? Ótimo, vamos pra cima e fazer o segundo, simples assim. Com todo respeito a esses times, mas esse tipo de comportamento é pra CSA, Ceará, Goiás…

   Sofremos um gol num lance ridículo, e não estou culpando o Volpi por isso, aliás, nosso goleiro foi gigante na partida e salvou o São Paulo em muitos momentos, estou me referindo às circunstâncias, falta sorte pra nós, até isso contribui quando a fase é ruim.

   Infelizmente, vimos uma importante vitória escapar, o que seria o primeiro triunfo em clássicos no ano. Até agora são 9 clássicos em 2019, nada de vitória e ainda temos mais 4 pra jogar neste Brasileirão.

   Vamos lá, São Paulo! O resultado foi mais do mesmo, mas pude sentir uma melhora no padrão de jogo e começo a achar que teremos um restante de temporada melhor. Que nos comportemos como grandes!

***Apresentador e idealizador do programa esportivo Garotinhos F.C. da Rádio Metropolitana de Mogi das Cruzes(SP), Fred Rezende iniciou na emissora mogiana em fevereiro de 2015, quando criou o projeto em homenagem ao locutor Osmar Santos, “Pai da Matéria” e padrinho do programa. Também faz parte do quadro “Resenha” do Esporte D na TV Diário, afiliada da Rede Globo no Alto Tietê, onde faz aparições falando sobre o São Paulo Futebol Clube, usando sempre uma abordagem divertida e bem humorada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.