José Maria da Silva

Em primeiro lugar agradecer o convite do ilustre são-paulino Paulo Pontes para escrever um texto neste prestigiado site, e poder de forma humilde contribuir com um texto para uma reflexão de nossa torcida.

O tema que apresento é sobre a nova correlação de forças do futebol brasileiro que em minha opinião teve inicio a partir de 2003 com o advento do Brasileirão de pontos corridos, até esta temporada o futebol brasileiro dividia seu calendário em Estaduais no primeiro semestre e Brasileiro com sistema de mata-mata no segundo semestre, neste cenário se destacavam 12 equipes chamadas de grandes, os quatro paulistas, os quatros cariocas, a dupla Gre-Nal e os dois gigantes mineiros.

Essas equipes dominavam os regionais de seus respectivos Estados e confirmava uma supremacia nas federações mais importantes, a partir de 2003 em minha opinião de forma gradativa essas forças regionais em um cenário nacional foram perdendo espaço.

Em um campeonato de oito meses que ocupa boa parte do calendário surgem novos protagonistas que atendem alguns quesitos para ocupar o pelotão de frente do futebol brasileiro:

  • Estrutura

  • Potencial econômico

  • Torcida numerosa e participativa

  • Títulos importantes recentes

  • Espaço na mídia nacional

O São Paulo foi um clube que no inicio desta era largou na frente, vide o tricampeonato 06/07/08 por contar com todos esses quesitos e foi o pioneiro no protagonismo, hoje outros clubes dividem esse posto, os rivais paulistanos e o Flamengo, outras equipes como o Cruzeiro e Grêmio ser acrescidas a este seleto grupo protagonista.

O desafio do nosso querido Tricolor é se manter neste grupo principal e hoje a prioridade a curta prazo é a necessidade extrema de uma conquista de peso e para isso a necessidade de um investimento em um grupo de qualidade e competitivo para estar em condições de se manter sempre no topo, Raí e diretoria devem estar atentos a esta nova realidade do nosso futebol e creio que em breve virá essa conquista e o Tricolor permanecerá como protagonista dentro do novo cenário do futebol brasileiro.

Saudações Tricolores

4 comentários em “José Maria da Silva

  1. Olá Jose Maria, parabéns pelo texto. Desde 2003, com 16 campeonatos disputados em pontos corridos, tivemos 7 campeões. Os quatro grandes paulistas e a dupla Fla-Flu dominaram esses 16 anos, tendo o Cruzeiro como único “intruso” campeão fora do eixo RJ-SP.
    E é isso que veremos no futuro. Cada vez mais a estrutura e o DINHEIRO investido serão os diferenciais em um torneio de 38 rodadas, com longas viagens e disputas de outros torneios paralelamente. Minha aposta para os próximos 20 anos é que os três grandes Paulistanos e o Flamengo dominem totalmente o campeonato Brasileiro. Creio que, salvo algo inesperado, os torcedores de Vasco, Botafogo, Atléticos MG e PR, Gre-Nal, Bahia, Sport, Coritiba, Guarani e Bangu não verão mais seu time levantando a taça do Brasileiro.
    Nós voltaremos a vencer!

  2. Bom dia tricolores,
    Amigo José Maria, em primeiro lugar parabéns pela sua participação nesse espaço democrático, suas questões são muito equilibradas e pertinentes, eu disse em uma outra publicação que se manter no topo é difícil, nenhum time consegue estar lá por muito tempo é uma gangorra e estamos hoje na parte baixa, lembrei que a 10 anos atrás, em fevereiro de 2009, comemorávamos uma sequência de títulos: 1 Paulista, 1 libertadores, 1 mundial e 3 brasileiros, enquanto isso nossos adversários diretos amargavam filas e rebaixamentos, hoje somos nós, por más gestões é claro, que amargamos nossas dificuldades mas, contrário a alguns que só vêem o lado ruim, sou eterno otimista, tenho certeza que conseguiremos nos safar dessa sem sequelas, vejo aqui muitos torcedores que a meu ver são de safra nova e só viram praticamente esses títulos que citei se desesperarem, sentindo- se mais torcedores que os outros atacam inclusive com rótulos depreciativos aqueles que pensam de forma diferente e tem mais paciência com o time, só tenho a dizer que precisamos sim melhorar a gestão, conseguir melhores patrocinadores porque sem grana não se faz nada, e o mais importante manter o apoio da torcida, assim conseguiremos galgar degraus mais altos, abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.