Balanço do elenco 2018

Com o fim das competições e as férias da equipe, hora de acompanharmos a atuação da diretoria. Os gols dão lugar as negociações, especulações e sonhos dos torcedores, muitos já fizeram seus pedidos ao Papai Noel.

Alguns nomes são sempre lembrados, mas na maioria das vezes não se concretizam. Hernanes, Pato, Miranda, Calleri são constantemente citados e sonhados pela nação Tricolor, porém, de concreto no momento, temos Igor Vinícius que veio da Ponte Preta para a lateral direita e Léo do Bahia/Fluminense para a esquerda.

Outro exercício interessante para se fazer é um balanço do atual elenco, saber com quem podemos contar e os que já podem pegar o “caminho da roça”. Seguem minhas considerações sobre o atual elenco:

Jean – Precisa ser mais goleiro e menos torcedor.

Lucas Perri – Hora de vermos do que é capaz.

Sidão – É sério que foi o Rogério que indicou?

Bruno Peres – Se não demonstrar mais vontade, pode virar o “Bruno Pereba”.

Araruna – Nem nome de jogador de futebol o menino tem.

Reinaldo –  Tem bola, mas o apelido “Kingnaldo” não fez bem pra ele.

Edimar – Não acreditei quando ouvi que o São Paulo tinha exercido o direito de compra.

Arboleda – Nosso melhor zagueiro, excelente jogo aéreo. Pode evoluir na saída de bola.

Bruno Alves – Grata surpresa, é o famoso zagueiro-zagueiro.

Anderson Martins – Muitas falhas individuais na temporada, bom pra compor elenco.

Rodrigo Caio – Não seria titular nem no meu condomínio. Nenhum atacante respeita.

Jucilei – Síndrome do zagueiro Maicon, era um leão quando emprestado e amoleceu depois que foi comprado.

Hudson – Não marca, não dá assistência e não faz gol. Torcedor ilustre, assiste o jogo de dentro do campo.

Luan – Menino muito interessante, teve personalidade quando jogou.

Liziero – Começou bem no profissional e depois caiu, mas ainda vai amadurecer.

Nene – Já o defendi muito, mas hoje parece estar contaminando o ambiente do clube

Shaylon – Tem potencial, só precisa tomar um choque de 220 Volts pra ver se pega no tranco.

Everton Felipe – Chegou perdido, não acertava um passe. Torcer pra chegar de verdade em 2019.

Joao Rojas – Chegou bem, com velocidade, dribles e séria lesão. Que se recupere logo.

Everton – A melhor contratação, muitos acreditam que o São Paulo caiu na tabela depois de sua lesão.

Helinho – Muito habilidoso e com futuro interessante, vai crescer bastante se tiver sequência.

Diego Souza – O mais regular da temporada, brigou muito e foi o artilheiro do ano.

Tréllez – Alguém tem que avisar que canela só fica bom no arroz doce.

Carneiro – Merece mais oportunidades, jovem, forte e promissor.

Brenner – Muito falado na base e pouco efetivo no profissional, precisa ter mais vontade.

 

***Apresentador e idealizador do programa esportivo Garotinhos F.C. da Rádio Metropolitana de Mogi das Cruzes(SP), Fred Rezende iniciou na emissora mogiana em fevereiro de 2015, quando criou o projeto em homenagem ao locutor Osmar Santos, “Pai da Matéria” e padrinho do programa. Também faz parte do quadro “Resenha” do Esporte D na TV Diário, afiliada da Rede Globo no Alto Tietê, onde faz aparições falando sobre o São Paulo Futebol Clube, usando sempre uma abordagem divertida e bem humorada.

5 comentários em “Balanço do elenco 2018

  1. Diego Souza foi regular abaixo da média, como centroavante é péssimo.

    É lento, faz alguns gols mas não é matador. Nem de longe pode ser o camisa 9 do São Paulo.

  2. Fred você sintetizou com perfeição o pensamento de toda torcida tricolor. Assino em baixo. Peço licença para acrescentar que, com esse plantel, a chance de ser protagonista em 2019 continua sendo remota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.