Volante do São Paulo se complica ao ser questionado sobre o PSTC

Apesar do amplo favoritismo, o São Paulo viverá uma noite de decisão nesta quarta-feira à noite, em Londrina. O Tricolor do Morumbi vai encarar o PSTC no estádio do Café em jogo único por uma vaga na terceira fase da Copa do Brasil. Qualquer empate levará a definição aos pênaltis. Mas talvez a maior dificuldade para os são-paulinos seja a falta de conhecimento sobre o adversário. Nesta segunda-feira, por exemplo, Thiago Mendes acabou se complicando ao ser questionado sobre o rival.

“Eu acho que acompanhei um jogo deles contra o Paraná. Time bom, pequeno, mas nem sempre o (time) grande ganha. Tem que mostrar futebol primeiro”, disse o volante, que em seguida acabou se equivocando ao dizer de onde era a equipe. “Só sei que é de Londrina”, respondeu, antes de ser corrigido, já que o clube é de Cornélio Procópio. “Ah é? Sabia não”, admitiu, entre risos e um certo desconforto com a situação.

A verdade é que a única preocupação do time do São Paulo é com a vitória que pode lhe dar a classificação. Para isso, Thiago Mendes espera que a equipe consiga encontrar a maneira ideal de se comportar em campo, principalmente nos momentos que estiver sem a bola. Ter a defesa mais vazada entre times da Série A, a segunda pior do Campeonato Paulista, com 13 gols tomados em seis jogos, incomoda o jogador.

“Nosso time está atacando bastante e também está pecando um pouco na hora de marcar. Temos de achar o ponto certo. Sobre os gols tomados, acho que a defesa não tem culpa de nada. É o time todo. A marcação começa no atacante, a maioria dos gols a culpa vem de cima para baixo. Tem que começar nos atacantes para depois vir para a defesa, temos de focar nessa marcação. O ponto de fazer bastante gol esse ano está sendo bastante bom, mas não gostaria de tomar o que estamos tomando. Temos de encontrar esse equilíbrio”, avaliou, eximindo Rogério Ceni de qualquer culpa.

“Antes do jogo, um dia antes, ele sempre está passando vídeo, mostrando o que vai acontecer dentro de campo. A gente tem que prestar atenção, às vezes cometemos algumas falhas, mas o equilíbrio tem que vir e tem que chegar logo”, reforçou.

Um resumo do PSTC
O clube paranaense de Cornélio Procópio é conhecido pela sigla PSTC por causa de seu nome incomum: Paraná Soccer Technical Center. A equipe tem apenas 22 anos de existência e chegou à elite do futebol de seu Estado ano passado, quando surpreendeu ao ser eliminado apenas na semifinal. Também em 2016 o time disputou a Série D do Campeonato Brasileiro, sua primeira disputa em uma competição nacional, e acabou ficando de fora da fase final.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Volante do São Paulo se complica ao ser questionado sobre o PSTC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*