Vestiário são-paulino teve cobrança entre atletas por mais treino

A derrota de domingo para o Corinthians, a segunda em jogos oficiais no ano (a segunda para o rival), gerou cobrança imediata no vestiário do São Paulo, no Morumbi. Não por parte de Muricy Ramalho, que costuma falar com o elenco somente dois dias depois, mas sim de parte dos próprios jogadores.

Quem mais se incomodou com o resultado foi Souza. Antes de deixar o gramado, o volante até defendeu o time ao questionar o pedido de raça da arquibancada nos últimos minutos do primeiro tempo e no final da partida. “Não adianta a torcida falar que faltou raça, (faltou) foi sorte. O Corinthians chegou uma vez e fez o gol. Agora, não adianta virem nos criticar, porque não vai adiantar de nada. Tem que nos apoiar para que a gente possa melhorar”, disse.

No vestiário, porém, o tom da análise foi outro. Não que ele não tenha gostado da entrega dos companheiros durante os 90 minutos. O que o volante recém-convocado para a Seleção Brasileira pediu ao elenco foi mais intensidade no dia a dia, mais comprometimento com os treinos no CT da Barra Funda. Pedido que, ao se dirigir para o ônibus da delegação, ele externou à imprensa.

“Temos que mudar a postura nos treinamentos. Tem que treinar mais forte e corrigir os problemas”, falou, negando que o atraso da diretoria do clube no pagamento de direitos de imagem tenha influência no desempenho da equipe. “Dizer que está mal por causa de atraso não é verdade. Não podem falar que faltou vontade para a gente”.

O diagnóstico de alguns atletas é que o Corinthians tem uma formação muito mais concisa e bem treinada. Não se trata necessariamente de uma crítica a Muricy Ramalho, mas certamente a alguns jogadores que não estejam se doando ao máximo. Maior cobrança entre eles, a propósito, é algo que o treinador vem pedindo desde a dura derrota para o rival na estreia da Copa Libertadores.

“Não temos um líder. Toquei bastante nisso antes do jogo, que eles têm que se conversar mais. Eles se respeitam até demais. Futebol não é assim. Nem em grande empresa. Chamar atenção não é falta de respeito. Nesse sentido, nosso time é muito quieto. Eles se respeitam até demais. Mas não posso determinar um líder, líder nasce líder”, comentou o chefe, já depois do revés por 1 a 0, entre elogios a Kaká, que saiu em dezembro. “Ainda falta esse jogador”.

A reapresentação do elenco será nesta segunda-feira. Como de costume, os titulares devem passar a tarde na piscina. Somente no dia seguinte é que todos os atletas trabalharão em conjunto e ouvirão as considerações do comandante a respeito da partida anterior.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

9 comentários em “Vestiário são-paulino teve cobrança entre atletas por mais treino

  1. bom acho q esse comentário foi uma boa indireta de como o Muricy vem fazendo lá no CT

    FALTA TREINOS TÁTICOS, é isso q ele quis dizer. Só falta o Muricy e seus defensores entender isso.

  2. Isso e’ um esculacho pra comissa’o tecnica e trenero.
    Confissa’o pura e simples que inexistem treinamentos especificos,
    e no’s tamos cansados de dizer por aqui, alguem ainda defende que
    o site e’ lido por la, nao duvido mas sou mesmo SAO TOME, porque se lesssem
    muita coisa seria revista com humildade.
    Doria, criticou o Bielsa, ??? porque sera’ ????
    Porque Bielsa o fazia rever seus erros atraves de videos e depois corrigi-los
    ?????? Por que sera’ ??????????
    pro seu time melhorar, corrigir defeitos faz parte, a bola aerea entra facil
    nessa defesa como no jogo de ontem
    ficam procurando a bola como no futvolei
    e o adversario vai de encontro ao espaco aberto e faz o arremate,
    ontem foi em cima do av laranjeiras, e isso vem acontecendo sistematicamente.
    ??? Enta’o falar o que ??????
    Aqui e’ ……………………………
    ???? Sera’ ????????????????????????????
    Vaza ainda da tempo de recupermos , se ficarem um abraco Libertadores.

  3. E quem tem que treinar o time eh o.técnico, pra que esse entregador de coletes está lá, para receber um baita salário e escalar mal o time e dar as camisas, além de falar asneiras de jogadores que tem vontade?
    E ai Ataíde, vai ficar protegendo esse enganador até quando?

    FORA BURRICY ENTREGADOR DE COLETES, SUMA E LEVE SUAS MURICETS MALDITAS QUE VIERAM DE SANTOS PRA CÁ!

  4. O time precisa de um líder, e este cara chama-se Lugano.

    Agora, traz o Lugano e….???? Resolve o que? Nada.

    Um time que tem o Muricy de técnico será isto. Ontem com o Luis Fabiano andando em campo ele colocou o Kardec. 2 Centroavantes pra que? Chuveiro na área.

    Nem dá para discutir muito sobre o SPFC, da presidência ao time em campo é muita falácia e pouca efetividade.

    Time sem patrocínio, sem torcedor, sem ingresso na catraca ou na bilheteria, sem padrão no campo, sem líder, sem nada.

  5. Certíssimo Denis!
    Digo mais: a observação do Souza sobre treinamento foi uma ação do inconsciente cobrando, sim, ao Murici, que não é mais capaz de organizar qualquer esquema e nenhuma novidade tática, por falta de estudo (observação) e por se “achar”! Quanto à falta de um líder em campo, vejo que os “medalhões”, tipo Luis Fabiano e Ganso, não estão jogando nada, por isso não têm crédito para cobrar ninguém; não cobram mas intimidam os demais, quanto a cobrá-los em campo, porque todos sabem que o Murici vive dando créditos a eles, e que se houver algum “bate boca” mais forte, não vão ser eles, LF e Ganso, a saírem do time.
    O tempo cobra seu correr; e o Murici tem seu tempo. Para agravar, seu auxiliar é tão ou mais velho do que ele, o que não ajuda em nada para uma melhora de postura/conhecimento/modernidade. Ele está enfraquecido e, por mais que os atletas gostem dele, não dá para desconhecer e ignorar que, com um elenco muito melhor que os outros times, o SP não consegue ter um padrão tático; um esquema de jogo capaz de auxiliar seus desempenhos individuais.

  6. Não é só isso.

    O time tem que ter esquema tático, um time definido, um treinador que tenha força e motivação para transmitir aos atletas.

    Paralelo a isso, jogadores como Denilson, Luis Fabiano, Toloi, Edson Silva, todos eles precisam de novos ares, assim como precisamos de espaço para jogadores com mais ambição, com mais energia.

    Rogerio Ceni precisa se aposentar para o bem dele e do SPFC tbm. Está sendo egoísta. Temos gratidão a ele, mas ele tbm não seria nada sem o SPFC e a troca foi justa.

    Precisamos de um treinador estudioso, que faça treinos táticos, que oriente bem os jogadores (sabemos muito bem que treino tático não é a do Muricy, que adora um rachão e ficar fazendo piadinha sentado no banco), etc.

    Precisamos de um time que tenha volantes com pegada na marcação ao invés de termos um segundo volante e um quase meia adaptados, tentando aprender a marcar.

    Muricy, ao invés de incentivar, dar mais espaço ao Centurión, já fala em não se empolgar, daqui a pouco, coloca o moleque na reserva com aquele papo de “preservar o cara”. Preservar nada. O cara tem talento, merece jogar.

    Ou a diretoria acorda, ou vamos passar mais um ano em branco e aí sim, vai ficar dificil arrecadarmos dinheiro, patrocínio, público….. e se não tivermos um futebol decente, a administração também vai por água abaixo, pq a audiência cai e com isso, a renda e o valor da marca SPFC caem também.

    Até eu, que estou fazendo o papel de corneteiro da internet, sei disso.

    Melhor mudarmos agora, enquanto ainda há tempo. Senão, ficaremos como o Palmeiras…. lembrando que já precisamos de ajuda para trazer o Centurión e cada vez mais, o clube está na mão de empresários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*