Tricolor joga por título e desempate contra argentinos

Após seis anos, o São Paulo está de volta à uma final de campeonato. E o destino colocou outro argentino no caminho do clube paulista. Na noite desta quarta-feira, na Bombonera, o Tricolor enfrentará o Tigre, pela primeira partida da decisão na Copa Sul-Americana.

Em torneios eliminatórios, o São Paulo já enfrentou 14 vezes times argentinos. Até aqui, equilíbrio histórico: sete mata-matas vencidos para cada lado. A primeira vez foi na final da Copa Libertadores de 1974. Após três jogos, o Independiente levou a melhor e ficou com o título daquela edição.

Já na decisão da Libertadores de 92, o troco. Após uma vitória para cada lado por 1 a 0, o Tricolor venceu o Newell’s Old Boys nos pênaltis por 3 a 2 e ficou com o primeiro título da competição. Acostumado com esse tipo de jogo, o goleiro Rogério Ceni enaltece a rivalidade entre os países.

“Será uma final de campeonato entre Brasil e Argentina e, quando isso acontece, se resgata a rivalidade futebolística entre os dois países. Esse confronto mexe com todo mundo, seja quem joga, quem trabalha ou quem assiste”, disse o M1TO.

Rogério Ceni esteve nos dois últimos mata-matas contra argentinos, que tiveram justamente a Bombonera como cenário. Na final da Recopa de 2006, o Boca Juniors levou a melhor. Mas, no ano seguinte, o Tricolor se recuperou e eliminou o rival das oitavas de final da Sul-Americana.

Na Sul-Americana de 2012, o Tricolor tem sido um visitante indigesto. Em quatro partidas, a equipe conquistou duas vitórias e dois empates, além de ter marcado gols em todas as partidas, algo que o técnico Ney Franco valoriza muito. O comandante não vê a hora de conquistar o primeiro título no clube.

“Todo título representa muito para o clube, torcedor e os profissionais que estão trabalhando lá. Treinador faz seu currículo com títulos, ainda mais no São Paulo, que valoriza muito. Meu pensamento é esse desde que assumi o São Paulo”, ressaltou o treinador são-paulino.

Para o primeiro jogo da final, Ney Franco poderá colocar em campo força máxima. Ele poupou os titulares na última partida do Campeonato Brasileiro e todos estão à disposição na Argentina. Com isso, Rogério Ceni, Lucas, Luis Fabiano e companhia estão confirmados no time.

“A gente procura passar tranquilidade, conversar, passar as experiências que nós já vivemos em alguns jogos, em algumas finais. Mas eles estão preparados, são jogadores que sabem de sua responsabilidade, jogam no São Paulo, estão preparados para tudo”, completou Fabuloso.

TIGRE (ARG) X SÃO PAULO

Local: La Bombonera, em Buenos Aires (ARG)
Data/horário: 5/12/2012, às 21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Antonio Arias (PAR)
Assistentes: Rodney Aquino (PAR) e Dario Gaona (PAR)

TIGRE: Albil, Paparatto, Donatti, Etcheverría e Orban; Galmarini, Maggiolo, Ferreira, e Díaz; Botta e Pérez-García (Federico). Técnico: Néstor Raúl Gorosito.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Denilson, Wellington e Jadson; Lucas, Osvaldo e Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco.

 

Fonte: SiteOficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*