Tricolor copia dupla de volantes do Timão e “melhor tática do mundo”

Sob comando de Ney Franco, o São Paulo achou no 4-2-3-1seu melhor desenho tático na temporada. O sistema é o mesmo que Tite empregou para levar o Corinthians ao título nacional e da Copa Libertadores. Não por acaso, nos dois times a dupla de volantes é um dos principais destaques.

“O melhor esquema tático no mundo é o 4-2-3-1, com dois volantes de qualidade. Paulinho e Ralf é que sustentam o Corinthians, enquanto a alma do nosso time passa por Denilson e Wellington”, compara o capitão Rogério Ceni, citando o rival de forma espontânea.

O técnico Ney Franco endossa a análise do goleiro, que não é vazado há quatro rodadas, em uma série invicta já de sete partidas na competição. “São dois jogadores que dão sustentação à parte defensiva, mas são técnicos também. Quando um sai para o ataque, o outro segura. Fazem muito bem essa função”, destaca.

Por muito tempo, em função da longa recuperação de Wellington após cirurgia no joelho esquerdo, o São Paulo atuou com um só volante. Denilson era acompanhado por Maicon, um meia que jogava ligeiramente mais recuado, atrás de Jadson. Mais tarde, com a introdução dos três atacantes e a plena condição de física de Wellington, Ney Franco reforçou o meio.

“Acredito no encaixe. Para ter um esquema definido, você tem que ter jogadores para suas características. Mas, particularmente, gosto muito desse sistema de jogo, com o qual fui campeão da Série B pelo Coritiba e, com a Seleção Brasileira sub-20, campeão sul-americano e mundial. Se você tiver as peças, é uma forma interessante de se jogar”, comenta o treinador.

Assim como no Corinthians, os atacantes do São Paulo, em especial os pontas Lucas e Osvaldo, têm obrigação de ajudar na marcação dos laterais adversários. Caso contrário, o sistema defensivo fica muito vulnerável. Até mesmo o centroavante Luis Fabiano se vê obrigado a pressionar a saída de jogo rival.

Diferentemente da fase de testes e constantes desfalques, hoje a equipe tricolor, finalmente no G-4 do Brasileiro, tem uma formação ideal decorada pelo torcedor: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Wellington, Denilson e Jadson; Lucas, Osvaldo e Luis Fabiano.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*