Torcida são-paulina tieta Rogério Ceni na Bolívia e pede nova goleada

O clima é de calmaria absoluta antes de o São Paulo decidir seu futuro na Taça Libertadores, contra o Bolívar, quarta-feira, às 22h (de Brasília), em La Paz. Nesta terça-feira, um pequeno grupo de torcedores compareceu ao hotel em que a delegação está concentrada, em Santa Cruz de la Sierra, em busca de um registro com os jogadores.

O mais assediado, como de costume, foi o goleiro Rogério Ceni. O capitão tricolor passou alguns minutos em uma varanda do local lendo notícias na internet. Quando saiu, foi atencioso com a torcida, autografando camisas e tirando fotos.

– Vamos fazer mais uns cinco no Bolívar, Rogério! – disse um dos torcedores.

O clima é tão tranquilo que os jogadores circulam livremente pelo hotel. Pela manhã, o técnico Ney Franco e outros membros da comissão saíram para conhecer a cidade, a mais populosa da Bolívia, com aproximadamente 1,8 milhão de habitantes.

No fim da tarde, o treinador comandará a última atividade antes da partida, no estádio Ramón Tahuichi Aguilera. Lá, vai decidir quem atuará na lateral direita: Douglas, titular no primeiro confronto, no Morumbi, ou Paulo Miranda, zagueiro que ganhou destaque improvisado na função em 2012.

A goleada por 5 a 0 na capital paulista deixou o São Paulo em ótima situação para avançar à fase de grupos. Quem passar, cairá no Grupo 3 da Libertadores, ao lado de Arsenal, da Argentina, The Strongest, da Bolívia, e Atlético-MG.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*