Fabuloso: ‘Vantagem sobre o Bolívar é boa. Não estamos preocupados’

Os efeitos dos 3.650m de altitude de La Paz não intimidam o São Paulo. Depois da goleada por 5 a 0 sobre o Bolívar na partida de ida pelas prévias da Taça Libertadores, o Tricolor está tranquilo para o jogo de volta, nesta quarta-feira, às 22h (horário de Brasília). A vantagem é tamanha que Luis Fabiano minimiza os perigos de atuar nas alturas.

– Jogar em La Paz é complicado, mas é só não tomar gol que está tudo certo. O pior lá é dar arrancadas. É difícil respirar, mas nossa vantagem é boa. Não estamos preocupados – disse o atacante.

O São Paulo está muito perto da classificação para a fase de grupos da competição continental. Para ser eliminado, o Tricolor teria de sofrer uma goleada sem precedentes. O time nunca perdeu por mais de três gols de diferença na Libertadores, e o Bolívar precisa de 5 a 0 para levar para os pênaltis ou vencer por seis gols de vantagem.

Apesar da tranquilidade dos tricolores e de não ter perdido para o rival nos três duelos anteriores (venceu dois e empatou um), o time está alerta. Com vasta experiência em Libertadores, o capitão Rogério Ceni cita os problemas de jogar a 3.650m de altitude.

– Já jogamos na altitude. É difícil, mas está muito ligado ao lado psicológico. Existe a parte prática, de cansar mais cedo, de mudar muito a velocidade da bola. Mas quanto mais se fala sobre isso, mais se entra com isso na cabeça – disse o goleiro.

– A bola é mais rápida lá. Para o goleiro, além do chute, há o perigo da bola cruzado, que perdemos um pouco do tempo. Quando acha que vai chegar, precisa dar um passinho para trás. Deixar passar para não ser enganado, principalmente porque não teremos tempo para treinar. Vai ser só o aquecimento do jogo – completou Rogério.

 

Fonte: Globo Esporte – Foto: Paty Vessoni

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*