Torcida pede saída de ‘corintiano’ Ataíde e fica fora do Morumbi

O São Paulo não está em sintonia com seu torcedor. Mais uma prova foi dada nesta quinta-feira, antes da partida contra o São Bento, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista. O movimento nos arredores do estádio foi muito tímido e cinco torcedores aproveitaram para protestar. Com faixas penduradas na grade do portão principal, os são-paulinos voltaram a questionar o preço dos ingressos e atacaram o vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro.

Com gritos de “Doutor, eu não me engano, o Ataíde é corintiano”, os torcedores devidamente uniformizados exibiam faixas com “Fora, Ataíde” e “R$ 120 é roubo”, menção ao preço do bilhete de arquibancada cobrado pelo clube na Libertadores.

Como protesto, os cinco torcedores ficaram fora do estádio. Outra faixa dava o recado: “Ingresso caro = Morumbi vazio. Venho, mas não entro”, diziam os letreiros. Contra o São Bento, o ingresso mais barato para sócio-torcedor foi vendido a R$ 15. Sem o planos, a R$ 40.

As críticas a Ataíde na verdade são um revide a declarações do dirigente concedidas após a derrota de 1 a 0 para o Corinthians. O vice-presidente disse que nem com portões abertos o Morumbi teria lotado, criticando o público baixo para o clássico, que registrou pouco mais de 18 mil torcedores. Ataíde ainda brincou dizendo que o Corinthians tinha se acostumado a jogar com portões fechados, já que na quarta-feira anterior ao Majestoso enfrentou o San Lorenzo (ARG) na Argentina nestas condições.

As declarações do dirigente, no embalo do que já havia dito o volante Souza, repercutiram muito mal nas redes sociais. Com o time em má fase, o são-paulino não se empolgou com a partida desta quinta, que deve ter público muito baixo. A pouco minutos de embate, grande parte das arquibancadas do Morumbi estava vazia e nem as torcidas organizadas haviam entrado no estádio.

 

Fonte: Lance!net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*