Thomaz segue envolvido em caso digno do TAS na Bolívia

Uma situação envolvendo o meia Thomaz, pertencente ao São Paulo e emprestado ao Bolívar, e o Jorge Wilstermann, time onde atuava na Bolívia antes de ser negociado justamente com o Tricolor, tem rendido alguns capítulos com direito ao acionamento do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS).

Tudo começou já no momento que o jogador foi emprestado ainda em janeiro desse ano ao Bolívar por não estar dentro dos planos do na época treinador da equipe brasileira, André Jardine.

Com essa movimentação de mercado, o Wilstermann vem cobrando uma dívida de 80 mil dólares (nesse momento equivalente a R$ 321,6 mil) devido a um suposto acordo firmado quando ele veio para o Brasil em 2017 onde se comprometia a pagar o valor em questão caso voltasse ao futebol boliviano para jogar em uma equipe diferente do Aviador.

Chegando a acionar o Tribunal de Resolução Desportiva (TRD) da Bolívia e tendo ganho de causa, o cenário foi levado ao TAS e, nesse meio tempo, Thomaz segue suspenso de atuar no futebol local e obrigado a pagar os 80 mil dólares. O prazo final de ambas as partes apresentarem seus argumentos expirou na última sexta-feira (25) e, agora, resta esperar a decisão da corte máxima no mundo dos esportes.

 

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.