SPFC projeta 4º lugar no Brasileiro-2020 e R$ 154 mi em vendas de atletas

O São Paulo começa a planejar o seu futuro dentro e fora de campo. Hoje (2), o Conselho de Administração vai avaliar, mais uma vez, os números da previsão orçamentária para os próximos anos do clube. O UOL Esporte teve acesso ao documento produzido pelo departamento financeiro. Novamente, uma das principais apostas para geração de receita é a venda de atletas. Para 2020, a estimativa é receber 33,5 milhões de euros (R$ 154,1 milhões), com recebimento à vista de 75% do valor.

O Tricolor ainda prevê para o futebol profissional uma diminuição do custo de salários, encargos e direito de imagem, e contratados para o exercício de R$ 26,8 milhões em 2020. Já para 2021, a meta é de obter 25,6 milhões de euros (R$ 117,76 milhões) com a saída de jogadores. Vale ressaltar que a partir de 2021 Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, não será mais o presidente. Afinal, no fim no ano que vem será realizado o pleito e, de acordo com o estatuto, não é permitida a reeleição.

O São Paulo não chegou perto ainda de atingir a sua meta de venda para 2019, que era de R$ 120 milhões. Também não tinha atingido as metas esportivas estabelecidas e nem sequer as de marketing. Por isso mesmo, o déficit acumulado até agosto estava na casa dos R$ 77 milhões.

Internamente, o vazamento de documentos do São Paulo tem chamado a atenção. Recentemente, um hacker chegou a entrar em contato com conselheiros para tentar um acordo para não liberar arquivos. O clube incluiu estes e-mails em inquérito policial aberto em 2017.

Metas esportivas

Em relação à meta esportiva, o clube projeta chegar ao menos na quarta colocação no Campeonato Brasileiro, na semifinal do Campeonato Paulista, nas quartas de final da Copa do Brasil, e nas oitavas da Copa Libertadores. Vale destacar que o São Paulo alugou o Morumbi para o show do Metallica na véspera da final do estadual. Ou seja, mesmo que tenha a melhor campanha no torneio, o time não deverá atuar em sua casa na disputa pelo título.

O preço médio do ingressos deve ser no Campeonato Paulista de R$ 30 (na 1º fase); na Copa Libertadores de R$ 44,36 (na etapa de grupos); no Campeonato Brasileiro de R$ 43,43; e na Copa do Brasil de R$ 40,63. Já o investimento no elenco será mais baixo. A ideia é gastar R$ 21,5 milhões em direitos econômicos e federativos de atletas profissionais, sendo a aquisição de novos reforços condicionada ao atingimento das metas de receitas de venda de atletas e performance esportiva, além da redução de despesas previstas na unidade de negócio.

A previsão orçamentária do São Paulo será discutida hoje (2) pelo Conselho de Administração. Se for aprovada pelo órgão, será ainda analisada pelo Conselho Deliberativo.

Marketing

O São Paulo espera melhorar a sua performance no marketing. O clube não atingiu as metas estipuladas para 2019 e, de acordo com relatório da diretoria apresentado em outubro que o UOL Esporte também teve acesso, o departamento teve desempenho abaixo do esperado de R$ 3,4 milhões provenientes de royalties e permutas sobre o contrato de fornecimento de material esportivo.

Para o futuro, a ideia é acertar a manutenção dos patrocinadores e adição de um desafio de R$ 4 milhões; fechar a manutenção dos contratos de licenciamento de marca e escolas licenciadas; atingir R$ 9 milhões com o contrato de fornecimento de material esportivo;o aumento da receita do programa sócio-torcedor de R$ 5,2 milhões; e a captação de patrocínios para as equipes de basquete e vôlei: R$ 7,5 milhões.

Nesta previsão orçamentária, o São Paulo já acredita que contará com a empresa Feng como parceira no programa de sócio-torcedor. Porém, o acordo ainda não foi aprovado no Conselho Deliberativo do clube.

R$ 178 milhões de TV em 2020

Desta maneira, o projeto é de alcançar a receita total de R$ 516.677.738 milhões em 2020, contra a tendência de fechar 2019 com R$ 445.370.908 milhões como receita. Com televisão a expectativa é de se registrar R$ 178 milhões em 2020, contra R$ 127 milhões deste ano.

Fonte: Uol

12 comentários em “SPFC projeta 4º lugar no Brasileiro-2020 e R$ 154 mi em vendas de atletas

  1. A única dessas previsões que irá se tornar realidade, podem me cobrar, será a venda de jogadores (comissões terão de pingar nesse último ano de mandato)!!!!

    O resto nem a Mãe Dinah sabe…

    #foraleco

  2. O São Paulo virou um time de meio de tabela infelizmente! Um clube que entra apenas para participar das competições e nada mais! Prova disso é essa meta de quarto lugar, semi e oitavas. Ambição nenhuma! Outra coisa preocupante é que nunca teremos um elenco forte, pois sempre tem essa meta de venda de jogadores. Os jogadores bons vão embora e ficam os perebas, além disso ainda gastam o dinheiro com contratações erradas como o Pato, Hernanes, Pablo e Marquinhos. Esse último nem me lembro de ter visto em campo. Estão acabando com o Tricolor!

    • Apenas uma ressalva a ser feita no seu comentário: NÃO estão acabando com o Tricolor… JÁ ACABARAM. Hoje somos meros participantes… deixamos de ser protagonistas faz 10 anos!

  3. A meta doa caras não eh visando ganho esportivo e sim financeiro.
    O importante eh quanto vai arrecadar e não que títulos vão ganhar, por isso, com esse bando de abutres que estão a 18 anos sugando o clube, estamos na pior fase da história.

    Nojentos, vão pro inferno logo seus ratos de esgoto (com respeito aos animais que valem mais que esse bando de FDP)!!!

  4. O São Paulo deveria ter um presidente como o do Palmeiras, ouvi declaração dele hoje na TV ele só faltou dizer que para jogar la tem que ter vergonha na cara, e aqui no São Paulo FC esta cheio de acomodados e eu não vi nem ouvi ninguem do clube se pronunciar, muito menos o presidente, o São Paulo hoje parece zona todo mundo faz o que quer, tenho saudades do São Paulo FC de Manoel Raimundo Paes de Almeida.

  5. Como pode colocar esse planejamento com essa atual administracao, ja esta fadado ao fracasso.
    4o lugar no brasileiro( obrigacao de titulo isso sim)
    semi final do paulista ( obrigacao de ganhar apesar de desdenharem)
    quartas e oitavas copa do brasil e libertadores respectivamente(parece piada, tem que rir para nao chorar, ainda nem nos classificamos para fase de grupo da liberadores, corremos serio riscos de ficar no mata mata, ja que internacional vem ai babando querendo a vaga, e contra o poderoso CSA que ainda esta no pareo para cair fora da Z4.
    Essas metas para 2020 esta tudo furada, vender atletas com certeza vai acontecer.

  6. A receita do clube é alta.

    Melhor ter um técnico realmente bom e vitorioso, com condições de chegar á sua Seleção, tipo um Galhardo, com hierarquia sobre os jogadores mesmo que com salário alto, melhor do que ficar torrando dinheiro com altos salários de jogadores que não trazem resultado em campo.

    O clube perdeu a chance de fechar com o Sampaoli ou de procurar um técnico nessas características na Am do Sul ou Europa. E vamos pra libertadores com o Diniz.

  7. Só no futebol (ao menos aqui no Brasil) que acontece essas bizarrices, colocar no orçamento uma previsão de receita que foge completamente do controle da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.