SP aguarda, mas já se vê perdendo Lucão de graça. Pabon não deve ficar

O zagueiro Lucão, de 18 anos, surgiu com uma das principais revelações do São Paulo nos últimos anos e já ganha as primeiras chances como titular. Mas o São Paulo deverá perder um dos melhores produtos do CT de Cotia sem ganhar qualquer centavo. O defensor tem contrato até fevereiro de 2015, poderá assinar com qualquer outro clube a partir de agosto e recusou as últimas tentativas de renovação. A diretoria ainda aguarda, mas já se vê perdendo o jogador sem ser indenizada. E o atacante colombiano Dorlan Pabon deve ser o próximo a sair. Imediatamente.

Lucão é agenciado por Giuliano Bertolucci, mesmo empresário que trabalha com o meia Oscar e esteve ao lado do atleta na saída do São Paulo para o Internacional, acionando a Justiça. Bertolucci, hoje, é um dos empresários brasileiros mais bem sucedidos. É braço-direito do iraniano Kia Joorabchian – aquele, da parceria entre Corinthians e MSI – no Brasil e parceiro também de atletas como Paulinho, Willian e Ramires. Mas a diretoria do São Paulo diz que, diferentemente do que houve no caso Oscar, não há participação de Bertolucci na provável saída de Lucão.

Segundo o departamento de futebol do São Paulo, Lucão definiu por conta própria que deveria deixar o Morumbi em fevereiro de 2015. A diretoria diz que o jovem de 18 anos é completamente esclarecido e tomou a decisão por conta própria, antes de começar a trabalhar com Bertolucci e alheio a qualquer influência de sua família. A expectativa, no entanto, é demove-lo da ideia de sair do São Paulo.

O São Paulo ofereceu a Lucão um plano de carreira com valores superiores ao que ofereceu às últimas revelações quando tinham 18 anos. A oferta tinha aumentos previstos em médio prazo. Além disso, o jovem é adorado pelo técnico Muricy Ramalho, que sempre o elogiou, o aponta como atleta de futuro brilhante e pediu autorização para que o escalasse nas últimas partidas mesmo enquanto trava batalha contratual nos bastidores. Mas nem isso foi suficiente. Segundo a diretoria, Lucão dificilmente encontrará no exterior tanto dinheiro como poderia ganhar agora no São Paulo. Os dirigentes afirmam que o atleta está ciente disso.

Enquanto ainda espera uma improvável resposta positiva de Lucão, o São Paulo praticamente define a saída de Dorlan Pabon, cujo contrato de empréstimo do Valencia se encerra no fim de junho. No início do ano, quando o contrato, o clube anunciou que o empréstimo seria por um ano e meio, mas o registro do atleta na CBF, dias depois, evidenciou que o acordo seria válido apenas até o meio do ano. A diretoria explicou que haveria uma cláusula de renovação automática por mais um ano, que agora não deverá ser exercida.

Pabon deverá ser comunicado após o jogo de sábado, contra o Atlético-MG, no Morumbi, de que não terá o contrato renovado. O colombiano não conseguiu se firmar como titular do clube e fez apenas algumas boas partidas.

 

Fonte: Uol

7 comentários em “SP aguarda, mas já se vê perdendo Lucão de graça. Pabon não deve ficar

  1. lokao, deveriam ate’ pagar pra voce sair jaaaaaaaaaaaaaa’,
    seu mau agradecido di mierda , du karajo.
    ta’ na profissao errada, devia ser qualquer coisa menos fut.

    • Não sei ao certo se o comentário do Carlos foi em defesa ou crítica ao Clemente Rodriguez – me pareceu que foi em defesa – mas aproveito o “gancho” para pedir ao brilhante Paulo Pontes esclarecer essa questão: será que essa Comissão Técnica considera o argentino PIOR em algum aspecto do que o Reinaldo Tiririca?!?!? Pô, o cara é um horror, não sabe marcar e nem apoiar, é fraquíssimo e a camisa nitidamente pesa pra ele, tenho certeza que nesse período sem o Alvaro Pereira poderia ser dada uma sequência ao Clemente, não é possível que com o currículo dele não consiga pelo menos fechar a “avenida esquerda” de nossa terrível defesa. Se há algum problema físico muito acentuado no argentino isso em tese pode até explicar a sua não escalação e isolamento, mas aí neste caso evidencia-se, pela enésima vez aliás, como o SP DESAPRENDEU a fazer contratações!!

  2. Por isso vemos o SP alternando bons jogos com resultados horríveis!
    O Murici vê “coisas” que ninguém mais vê. Ver um grande jogador nesse Lucão é de doer – o Paulo Mirando dá de 10 nele. Isso explica o Maicon; a improvisação do Rodrigo Caio; a renovação, “ad eternum” do Reinaldo e o amontoado em campo, no lugar de um esquema tático de jogo.
    Deixem os dois – Lucão e Pabon – procurarem suas turmas . . . .

  3. Esse Lucão é grosso demais lento demais não passa confiança nenhuma horroroso duvido que se torne um grande zagueiro…. Vaza logo ingua fraquissimo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*