Sonho olímpico e reação tricolor motivam Bruno antes da decisão!

Os últimos dias foram de boas notícias e emoções únicas para o lateral-direito Bruno, que viajou para a Colômbia com a delegação tricolor confiante de que é possível avançar na Libertadores da América de 2016. No último sábado (9), o jogador foi convidado pelo munícipio Torres – localizado no litoral norte do Rio Grande do Sul – para conduzir a tocha olímpica na cidade. Depois, no domingo (10), o ala pôde celebrar a importante vitória do São Paulo sobre o América-MG por 3 a 0, que recolocou a equipe no caminho dos triunfos e devolveu a confiança ao elenco antes do decisivo duelo com o Atlético Nacional-COL.

“Felizmente foram boas notícias nos últimos dias. Fiquei orgulhoso pelo convite de carregar a tocha, e guardarei este momento para sempre. Pude fazer parte, mesmo que por pouco tempo, dos Jogos Olímpicos de 2016. Foi gostoso, meus familiares e amigos estavam presentes, e representei o São Paulo. A vitória sobre o América-MG foi importante também, porque nos deu mais moral em busca da classificação na Libertadores”, festejou.

Natural de Campo Grande-MS, Bruno se mudou para a cidade gaúcha ainda na infância – onde foi criado e a sua família vive até hoje. O convite para fazer parte dos preparativos da Olímpiada foi feito pelo prefeito da cidade, que enviou um ofício para o Tricolor. O clube liberou o atleta, que é um dos cidadãos ilustres de Torres. “Fiquei muito feliz com este reconhecimento, e só posso agradecer pela oportunidade”, acrescentou o lateral, que está focado no compromisso com os colombianos.

Com a derrota por 2 a 0 na partida de ida, no Morumbi, o Tricolor precisa vencer por três gols de diferença para avançar até a decisão da competição sul-americana. Em caso de triunfo por 2 a 0, a decisão será nas penalidades máximas. O vencedor enfrentará Boca Juniors-ARG ou Independiente del Valle-EQU na final.

“Temos condições de reverter isso. Claro que não será uma tarefa simples, porque o Atlético Nacional demonstrou ter uma grande equipe durante a competição, mas já passamos por situações difíceis e conseguimos superar. Da mesma maneira que eles venceram no Morumbi, a gente tem condições de vencer na Colômbia”, finalizou.

 

Fonte: Site Oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.