Sem fratura na mão, Ceni se garante no gol em Belo Horizonte

A pancada que machucou a mão esquerda de Rogério Ceni e o tirou do treinamento desta sexta-feira, no CT da Barra Funda, não o tirará também de combate no domingo, quando o São Paulo enfrenta o Atlético-MG, em Belo Horizonte. Segundo o departamento médico, não houve fratura no local.

Ceni abandonou a atividade pela manhã depois de prensar a mão na trave, na tentativa de espalmar uma bola. Após retirar a luva e se dirigir ao Reffis para iniciar tratamento, o goleiro foi examinado pelo médico José Sanchez e confirmou ter sofrido apenas um trauma.

O lance, porém, assustou a comissão técnica de Muricy Ramalho, que já tem nove baixas para o confronto na capital mineira. Ao conceder entrevista depois do treinamento, o comandante ainda não havia recebido a boa notícia. “Vamos aguardar”, disse, esperançoso em não perder seu capitão.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Trauma na mão esquerda preocupou, mas Rogério Ceni foi tranquilizado pelo médico José Sanchez

Até o momento, por lesões, suspensões e convocações, a lista de desfalques tem três zagueiros (Paulo Miranda, Rafael Toloi e Rodrigo Caio), dois laterais esquerdos (Álvaro Pereira e Michel Bastos), um volante (Souza), dois meias (Kaká e Paulo Henrique Ganso) e um atacante (Ademilson).

O São Paulo ocupa a vice-liderança do Campeonato Brasileiro, com 49 pontos, sete a menos do que o Cruzeiro. O duelo com o Atlético-MG está marcado para 16 horas (de Brasília) de domingo, no Estádio Independência.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*