Segurança no gol, reforços e saídas: veja os planos do São Paulo para 2017

O São Paulo observa o mercado da bola e desenha o projeto de elenco para 2017. O planejamento tocado pelo departamento de futebol, chefiado pelo diretor-executivo Marco Aurélio Cunha, tem algumas diretrizes definidas. No momento, não há nenhuma contratação feita ou perto de ser concretizada, mas nomes são citados internamente. Veja abaixo definições e dúvidas do Tricolor para a próxima temporada.

O técnico Ricardo Gomes está participando das conversas envolvendo o ano que vem, embora não tenha sua permanência garantida. O nome de Rogério Ceni é considerado. Com contrato aberto e sem multa, Gomes será avaliado pelos dirigentes após o término do Brasileiro.

Prioridade ofensiva

Reforços para o meio de campo e ataque são as prioridades do São Paulo. As saídas de Ganso, Calleri, Alan Kardec, Rogério, Kieza e Centurión enfraqueceram a ofensividade do elenco. O entendimento é de que tantos atletas do mesmo setor não poderiam ter sido negociados ao mesmo tempo. Agora é recuperar o tempo para montar um setor mais equilibrado. Para o meio-campo, um nome monitorado é o de Raphael Veiga, do Coritiba, mais perto do rival Palmeiras.

Sassá, Willian, Nilmar e Rafael Marques

MONTAGEM - Nilmar (ex-Inter), Rafael Marques (Palmeiras), Willian (Cruzeiro) e Sassá (Botafogo) (Foto: Editoria de Arte)NIlmar, Rafael Marques, Willian e Sassá são reforços especulados no São Paulo (Foto: Editoria de Arte)

Destaque do Botafogo, líder do segundo turno do Brasileirão, Sassá interessa ao São Paulo. O técnico Ricardo Gomes gosta do futebol do atacante, vice-artilheiro da competição nacional com 11 gols. O nome do jogador agrada.

Willian, do Cruzeiro, é outro nome citado internamente no Tricolor. Em má fase na Raposa, virou reserva de Ábila depois da chegada de Mano Menezes. No São Paulo, existe a ideia de uma possível troca dele por Michel Bastos. O meia é visto como boa moeda de mercado e não deve ficar em 2017. Michel tem vínculo até dezembro de 2017, e Willian até dezembro de 2018. Recentemente, o cruzeirense admitiu ser são-paulino na infância.

Nilmar interessa há tempos ao Tricolor, mas sua contratação sempre se transformou em novela. Nesse momento, o clube vê como uma possibilidade distante e aprovaria a ideia se não precisar pagar uma compensação financeira ao Al-Nasr. O atleta foi oferecido por um intermediário. Rafael Marques, por sua vez, foi alvo neste ano, quando foi cogitada uma troca com o Palmeiras, que ficaria com Michel Bastos. Existe a ideia de retomar os contatos. Seu contrato também é válido até dezembro de 2017.

Sem novos goleiros

Denis São Paulo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)Denis tem agradado a diretoria e continuará como titular do São Paulo em 2017 (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

O planejamento que começa a ser traçado pela diretoria em 2017 não inclui a contratação de um novo goleiro. A leitura é de que Denis, nome que causa discórdia na torcida são-paulina, está tendo um bom rendimento, evoluiu e superou as falhas. Não há ideia de quebrar a sequência do goleiro agora, em sua melhor fase. O clube também conta com o reserva Renan Ribeiro e confia no jogador. Por fim, o Tricolor terá de avaliar se renovará o contrato de Léo, o terceiro goleiro, cujo vínculo termina no dia 31 de dezembro.

Kelvin

Kelvin São Paulo treino (Foto: Site oficial/São Paulo)Kelvin caiu de rendimento no ataque do São Paulo neste segundo semestre (Foto: Site oficial/São Paulo)

O atacante está emprestado ao São Paulo até o final do ano. Os valores para a permanência são considerados altos e hoje essa possibilidade é vista como difícil. Apesar disso, o Tricolor quer que o jogador continue e o próprio atleta deseja ficar no Morumbi. Uma hipótese seria acertar um novo empréstimo com o Porto, opção mais complicada pelo lado dos portugueses. Ele soma sete assistências no ano.

Atuação no mercado

O São Paulo tentará otimizar seu dinheiro. A ideia de entrar em disputa por contratações envolvendo altos valores só será levada adiante em casos especiais. Keno, por exemplo, perto do Palmeiras, foi considerado um pacote caro, entre investimento para comprar os direitos econômicos, salários, luvas e comissões.

Ou seja, o Tricolor tentará escolher melhor onde vai investir alto e pagar um pouco mais por atletas cujo retorno técnico seja provável. Do contrário, a ideia é apostar em garotos revelados na base, como Lucas Fernandes, David Neres e Luiz Araújo, e buscar oportunidades de mercado.

 

Fonte: Globo Esporte

6 comentários em “Segurança no gol, reforços e saídas: veja os planos do São Paulo para 2017

  1. Nao precisamo de nada,
    apenas seriedade dessa diretoria di mierda,
    qualquer um de nos faria uma trabalho melhor do q esses q estao ai.
    Isso e’ meu ponto de vista,
    nao existe seriedade, honestidade e vontade de vencer
    sim de PTetralhamismo.

  2. Se o Dênis não começar a bater falta e fazer 2 gols por jogo, não vão largar do pé dele. Não importa quantos jogos seguidos ele nos salve lá atrás, pra ser bom tem que fazer gols, dar treino e resolver as finanças também.

  3. Gente precisamos de um volante – titual (Wesley tem que sair), um zagueiro (Rodrigo Caio pode ser negociado), um lateral pra o lugar do mena (Reinaldo não pode voltar), um meia que arme as jogadas (este é um ponto dificil),e por fim dois atacantes

  4. Continuem com o RG mas com elenco qualificado.
    Migué bastos e carlinhos tchau!!!
    No maximo duas contratações p serem titulares e o resto busca em cotia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*