São Paulo terá prova de fogo pela frente

Dono da melhor campanha no returno do Campeonato Brasileiro, ao lado do Cruzeiro, classificado para a semifinal da Copa Sul-Americana e invicto há dez jogos consecutivos, o Tricolor terá uma verdadeira prova de fogo no próximo final de semana. Diante do Atlético-PR, uma das sensações da competição nacional, o São Paulo quer confirmar a boa fase e seguir na busca por uma vaga na Libertadores da América.

No entanto, a tarefa não será nada fácil para os comandados do técnico Muricy Ramalho, que vivem uma intensa maratona de jogos. Conciliando as disputas de ambos os torneios, a equipe são-paulina terá que driblar o cansaço da longa viagem até a Colômbia, onde eliminou o Atlético Nacional-COL, para conseguir um resultado positivo contra o vice-líder do Brasileiro.

“Temos que desligar o botão da Sul-Americana e pensar no Brasileiro, porque ainda temos jogos importantes pela frente. A viagem foi longa e cansativa, mas temos que ficar prontos para esse novo desafio. Por isso, temos que dar o máximo com a camisa do São Paulo”, avaliou o atacante Aloísio.

Em 13 jogos no returno, o Tricolor venceu nove, empatou um e foi derrotado apenas três vezes. No geral, o clube ocupa a oitava colocação com 46 pontos, em 32 rodadas, e agora segue na briga pelos lugares mais altos da tabela. Antes de embarcar para Curitiba, onde atuará no Estádio Durival Britto e Silva, a Vila Capanema, a comissão técnica terá apenas dois dias para preparar o time.

Nos últimos 30 dias, o São Paulo esteve em campo dez vezes (média de um jogo a cada dez dias). Desde o início da temporada, o Tricolor disputou 75 partidas. Preocupado com a sequência de partidas, o técnico Muricy Ramalho estuda um possível rodízio entre os atletas para conseguir manter a boa fase da equipe.

 

Fonte: Site Oficial

7 comentários em “São Paulo terá prova de fogo pela frente

  1. Bom dia Paulo Pontes
    È verdade que o Sao Paulo mandará os jogos restantes na Sul Americana jogando os segundos jogos fora de casa?
    Sãopaulinamente,
    Giacomo

  2. Todo jogo e prova de fogo, todo jogo e dificil,
    dependendo como e encarado.
    Atretico, Bahia, Cruzeiro, Atletico Nacional, Mineiro, Catolica
    e agora o pior de todos PP na decisao da vaga para a final
    da Sulamericana, nao poderia ter adversario pior.

    • Eu discordo, prefiro muito mais pegar a Ponte Preta antepenúltima do Brasileiro do que um time estrangeiro com outra viagem longa.
      Por favor, estamos falando da Ponte Preta em um torneio internacional. Se tivermos receio de jogar contra a Ponte, pra que ir pra Libertadores?

      • A PP, era azarao, no primeiro jogo em Campinas o Velez mandou no jogo,
        porem, la, quem mandou e fez o resultado foi a PP.
        Porem, temos a nosso favor nunca termos perdido decisoes para times de
        segundo escalao, e mais esse ano ganhamos la e aqui no brasileiro.
        E estarmos focados e classificaremos, mas que vai ser dificil, vai,
        mesmo que ja estiverem na segundona.
        Sao franco atiradores, a responsabilidade e so nossa.

  3. “Nos últimos 30 dias, o São Paulo esteve em campo dez vezes (média de um jogo a cada dez dias)”…

    Não seria um jogo a cada 3 dias?

    Saudações…

    Paulo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*