São Paulo de Muricy leva a melhor em clássicos. Menos contra o Corinthians

A derrota para o Corinthians na estreia pela Libertadores atingiu o ambiente no São Paulo. Muricy Ramalho foi alvo de críticas, e o clima só melhorou com a goleada por 4 a 0 sobre o Danúbio na semana passada. Neste domingo, os rivais se enfrentam novamente; desde que voltou ao Morumbi, em 2013,  Muricy tem levado a melhor nos clássicos. A exceção – e pedra no sapato – é o próprio Corinthians.

Diante do Palmeiras, foram três confrontos, todos em 2014: pelo Paulistão, uma derrota, vingada com duas vitórias no Brasileiro. Contra o Santos, uma derrota, dois empates e duas vitórias – a derrota veio em 2013, quando o clube brigava contra o rebaixamento.

Contra o Corinthians, a realidade é diferente: são dois empates, apenas uma vitória e duas derrotas. Os resultados negativos vieram justamente nas últimas duas partidas: pelo segundo turno do Brasileirão, ano passado, e pela Libertadores em 2015.

O retrospecto negativo contra o alvinegro não se resume a essa passagem e Muricy Ramalho pelo São Paulo. Historicamente, o treinador, ao longo de sua carreira, não costuma dar sorte contra o clube do Parque São Jorge.

São, no total, 48 partidas. Muricy bateu o Corinthians apenas 11 vezes; empatou 21, e sofreu 16 derrotas.  Entre 2007 e 2010, passando por São Paulo, Palmeiras e Fluminense, chegou a acumular dez partidas seguidas sem vencer o rival, sendo seis derrotas.

Apesar do histórico e do impacto negativo que o Corinthians já causou no São Paulo com a vitória em 2015, Muricy prefere não falar em vingança. Para técnico, é só mais um clássico.

“Não tem essa de dar troco, é um jogo bom para os dois. Começar uma guerra logo no começo da semana não é legal”, disse, após o empate diante do Rio Claro no domingo.

A partida entre os rivais deste domingo será no Morumbi, às 16h. Mais uma vez o São Paulo não poderá contar com o atacante Alexandre Pato. O substituto será o argentino Ricardo Centurión.

 

Fonte: UOL Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*