São Paulo colocará psicólogo à disposição de Luis Fabiano

A decisão do São Paulo de não punir Luis Fabiano após a expulsão ainda no primeiro tempo da partida contra o Tigre, na última quarta-feira, não significa que o clube está satisfeito com o comportamento do atacante. Ao UOL Esporte, o presidente Juvenal Juvêncio afirmou que colocará um psicólogo à disposição do camisa 9 para tentar amenizar a cabeça quente do jogador.

“Certamente vamos fazer isso, colocar um profissional para poder acompanhar o Luis. É evidente, o temperamento explosivo dele é difícil. Quando sobe à cabeça, ele não se controla. Precisa dar uma acalmada, claro.  Mas o que podia ser feito em termos de comportamento, já foi feito”, declarou o presidente, ressaltando que, de fato, não puniu o artilheiro do clube na temporada.

O dirigente, aliás, se reuniu com Luis Fabiano na última sexta-feira, pela manhã. Chateado por prejudicar a equipe no jogo de ida da decisão da Copa Sul-Americana, o atacante desabafou na conversa com Juvenal e voltou a citar o fato de não conseguir se acalmar em campo.

“Ele estava muito desolado, disse que não sabia o que fazer. Tinha essa indefinição ardente (sobre a declaração do jogador de que pensaria até em largar o futebol). Ele gosta de brigar com gringo, não adianta. Me disse que o argentino deu um soco no braço dele. Tivemos uma prosa muito boa. No começo, ele falou algumas coisas negativas, mas saiu da conversa tranquilo, confiante de que vai melhorar”, resumiu.

Luis Fabiano desfalcará o São Paulo no jogo de volta no Morumbi por ter sido expulso na partida de ida na Argentina. Aos 13 minutos do primeiro tempo, o camisa 9 se descontrolou e tentou desferir um chute no zagueiro Donatti, que também foi excluído de campo após dar um soco no braço do são-paulino e, depois, simular que foi agredido.

No vestiário após o duelo em La Bombonera, o atacante, que disputou a Copa do Mundo de 2010 com a seleção brasileira, falou que a quarta-feira seria a noite mais difícil de sua vida desde a ocasião em que perda do avô, e chegou a se mostrar confuso em relação à continuidade de sua carreira, devido ao seu temperamento explosivo. Segundo Juvenal Juvêncio, o jogador não cogita mais a possibilidade de deixar o futebol.

Em 2012, Luis Fabiano foi expulso duas vezes. Além do cartão vermelho recebido na última quarta, ele foi excluído de campo contra o Atlético-MG no dia 17 de junho, pelo Campeonato Brasileiro. O atacante recebeu o primeiro cartão amarelo ao cometer falta dura e depois foi expulso por reclamação. Ele ficou irado, sendo contido pelos jogadores do São Paulo. Na ocasião, foi multado pelo clube.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*