São Paulo adere a ideia de Aguirre e não pensa em Inter e Palmeiras

Diego Aguirre tem um mantra no São Paulo que se refere ao planejamento do time na temporada. Em entrevistas, não é raro ouvir o treinador uruguaio recitar uma famosa expressão do futebol brasileiro: “É jogo a jogo”. Com o intuito de manter a equipe focada sempre no compromisso seguinte, o discurso foi bem assimilado pelo elenco.

Líder do Campeonato Brasileiro após 25 partidas, o São Paulo enfrentará Palmeiras e Internacional, dois de seus principais perseguidores na briga pelo título, pelas 28ª e 29ª rodadas da competição. Entre jogadores e comissão técnica, contudo, só se fala de uma coisa: o duelo com o América-MG, neste sábado, no Morumbi.

“A final é contra o América e tenho certeza que todos os jogadores estão pensando só na próxima partida, para depois pensar em outros adversários. Desde o primeiro jogo do campeonato pensamos assim. Temos que ir concentrados para sair com o resultado positivo”, ressaltou o lateral esquerdo Reinaldo à Gazeta Esportiva.

Após visitar o Botafogo no Rio de Janeiro, no dia 30 de setembro, o time dirigido por Diego Aguirre terá o Choque-Rei pela frente, em 6 de outubro, no Morumbi. No dia 14, em Porto Alegre, o adversário será o Internacional, atual vice-líder da competição.

Um dos atletas mais experientes do plantel tricolor, o meia Nenê corroborou a mentalidade de seu comandante. “Cada jogo é uma final. Tem que tentar colocar a concentração no jogo seguinte, que é o mais importante, é uma final. Estamos nessa linha”, assegurou o camisa 10.

Pensando apenas no presente, Aguirre tem problemas a resolver para o embate com os mineiros. Sem poder contar com Bruno Alves e Joao Rojas, suspensos, o treinador deve perder também Everton e Bruno Peres, ambos em recuperação de lesão. Reinaldo, visto como alternativa para a ponta esquerda, confia nas peças de reposição.

“Os dois [Everton e Bruno Peres) são muito importantes para nossa equipe. Mas temos jogadores de qualidade que podem entrar, fazer a função muito bem e ajudar o São Paulo a sair com os três pontos”, concluiu o camisa 14.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*