Santista, pai de Maicon apoia filho no São Paulo, mas quer vitória no clássico

Maurides Roque, pai do zagueiro Maicon, ficará dividido no San-São desta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Vila Belmiro. Torcedor do Santos, ele vai ver o filho em ação, provavelmente como titular no São Paulo do técnico Rogério Ceni.

– Contra Palmeiras, Corinthians ou qualquer time eu sou Tricolor, mas contra o Santos não tem jeito. O coração é alvinegro. Falei para ele: vou torcer para jogar bem, mas que o Santos ganhe. Ele fica bravo e diz que vão vencer – contou Maurides, com o bom humor característico.

Santista desde os oito anos de idade por influência de Pelé, Maurides demorou quase 60 anos para conhecer a Vila Belmiro. A primeira vez foi justamente em um San-São: no dia 27 de março de 2016, empatado por 1 a 1, pelo Paulistão.

Com ajuda do filho Maicon, Maurides acompanhou o clássico em um camarote da Vila. Na ocasião, ele viajou mais de 400 km de Planura (MG) até a cidade da Baixada Santista de carro. Agora, vai assistir o San-São pela televisão.

– Realizei meu sonho no ano passado. Vou falar a verdade: até chorei. Ver o seu time do coração e conhecer a Vila Belmiro… chorei quando entrei na Vila. Foi uma emoção muito grande. Tenho prazer e muito orgulho de ver o Maicon jogar no São Paulo. Queria que jogasse no Santos, mas tenho muito orgulho de vê-lo no São Paulo e torço por ele. É de onde tira o sustento. Na Libertadores também fazíamos bate e volta para ver os jogos no Morumbi.

Figura querida no CT da Barra Funda, Maurides terá ao menos uma alegria no clássico: vitória do filho, do time do coração ou empate para deixar tudo igual na família.

DNA boleiro

Maicon é um dos quatro filhos de Maurides. Emílio, o mais velho (32 anos), é o único sem ligação direta com futebol. Muller, nome dado em homenagem ao craque que atuou pelos rivais São Paulo e Santos, também é zagueiro. Ele tem 26 anos e atua no futebol finlandês.

Maurides (pai) e Maicon, hoje zagueiro do São Paulo (Foto: Arquivo pessoal)Maurides (pai) e o pequeno Maicon, hoje zagueiro do São Paulo (Foto: Arquivo pessoal)

Maurides Roque Júnior, por sua vez, é atacante. Aos 22 anos, o atleta formado no Internacional atualmente está no Belenenses, de Portugal. Todos eles herdaram o DNA boleiro do versátil Maurides, jogador de futebol de várzea. Mas qual era a posição de origem do pai de Maicon?

– Do 1 ao 11 joguei em todas. Por que você acha que o Maicon foi para o gol? (na última rodada da fase de grupos da Libertadores de 2016, contra o The Strongest, Denis foi expulso e o zagueiro assumiu o posto) Ensinei tudo – disse o pai do são-paulino e bom contador de “causos”.

Mas será verdade ou é só história? O próprio Maicon confirma a qualidade de Maurides dentro de campo. Durante a infância, ele acompanhava os jogos do pai pelo time amador de Planura, cidade onde cresceu – ele nasceu em Barretos (SP), mas foi criado em terras mineiras.

– Eu passei a vida toda com meu pai me ensinando a jogar bola. Ele (Maurides) jogou muito, é bastante conhecido ali na região de Uberaba, Uberlândia. Ele teve oportunidade de ser profissional, mas não seguiu a carreira – disse Maicon, em entrevista ao GloboEsporte.com em abril do ano passado.

A próxima geração responsável por manter a tradição boleira da família está em pleno crescimento. No total, Maurides tem cinco netos, sendo dois filhos de Maicon: Maria Luiza e Mateus. São-paulinos, segundo o próprio avô santista.

Confira as informações do clássico San-São:

Local: Vila Belmiro, Santos
Data e horário: quarta-feira, 21h45 (de Brasília)
Santos provável: Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Yuri e Zeca; Thiago Maia, Leandro Donizete e Lucas Lima; Vitor Bueno, Copete e Rodrigão
Desfalques: Vanderlei (fratura no dedo), Renato e David Braz (estiramento na panturrilha, Ricardo Oliveira (ainda em pré-temporada após caxumba) e Gustavo Henrique e Luiz Felipe (ruptura de ligamentos do joelho)
São Paulo provável: Sidão, Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Buffarini; João Schmidt; Thiago Mendes, Cícero, Cueva e Luiz Araújo; Gilberto
Desfalques: Pratto e Jucilei (ainda não estão inscritos), Wellington Nem (estiramento na coxa esquerda) e Wesley (recupera-se de artroscopia no joelho esquerdo)
Arbitragem: Vinicius Gonçalves Dias Araujo, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo
Transmissão: TV Globo para SP (com Cleber Machado, Caio Ribeiro, Casagrande e Paulo César Oliveira) e Premiere, Premiere HD e PFCI (com Odinei Ribeiro e Wagner Vilaron); Rádio Globo/CBN (com Oscar Ulisses, Mário Marra e Paulo Massini)

 

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Santista, pai de Maicon apoia filho no São Paulo, mas quer vitória no clássico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*