Rogério Ceni usa frase de efeito para ressaltar a luta do São Paulo

Logo aos seis minutos de jogo, Rogério Ceni voltou a ter uma chance de cobrar falta. No domingo, diante do Flamengo, ele não teve oportunidade de arriscar.

Quase um ano depois, já que o último foi em 31 de agosto, contra o Fluminense, pelo Brasileirão, o capitão fez o 56 de falta. O último desta maneira foi em 27 de março de 2011. Na saída do gramado, questionado sobre o feito, ele filosofou:

– O time tem calma para jogar com a posse de bola. O bom, para a gente, é fazer o melhor em todos dias. Eu sempre digo: “seja o melhor cara que você pode ser a cada coisa que você decidir fazer.”

– Um resultado importante, que dá uma vantagem considerável para decidir em casa. O time está evoluindo, marcando mais forte – finalizou.

Depois de enfrentar o Flamengo e ser vazado, na vitória por 2 a 0 sobre o Bahia Ceni não levou gol. Ele iniciou tratamento ainda no Morumbi, já que deixou o campo com dores no ombro direito e também no adutor da coxa direita. Na segunda e terça-feira, seguiu em recuperação e ficou à disposição de Ney Franco, que o relacionou e manteve Denis no banco.

Diante do Sport, a tendência é que Rogério continue a sequência de jogos. Ele ainda precisa readquirir o melhor ritmo, mas já é nítido a evolução da defesa com ele. Durante a partida, sempre orienta os jogadores e cobra posicionamento.

Para domingo, apenas Luis Fabiano, que deixou o campo com dores na coxa esquerda, é dúvida. Ninguém está suspenso e Denilson retorna após ficar fora por dores na coxa esquerda. Nesta quinta-feira à tarde a equipe volta a treinar e amanhã de manhã deve fazer trabalho com bola.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*