Rogério Ceni reencontra Corinthians em palco do 100° gol da carreira

O dia 27 de março de 2011 ficará para sempre marcado na memória dos torcedores do São Paulo. O Tricolor não vencia o Corinthians havia 11 jogos – mais de quatro anos de jejum. A volta por cima veio em grande estilo: além de ver a própria equipe voltar a superar o rival, os são-paulinos que foram à Arena Barueri assistiram ao 100° gol da carreira do ídolo Rogério Ceni. Neste domingo, às 16h (horário de Brasília), o goleiro reencontra um dos palcos mais marcantes de sua carreira, em confronto com o Timão. 

Quando o corintiano Ralf derrubou o tricolor Fernandinho na entrada da área, aos oito minutos do segundo tempo, a torcida do São Paulo se agitou e gritou o nome de Rogério Ceni. O goleiro acatou ao pedido, não sentiu a pressão e colocou a bola no ângulo direito de Júlio César para fazer história na Arena Barueri e ampliar o placar para 2 a 0 – o Corinthians ainda descontaria no fim, com Dentinho. 

À época, um show da banda britânica Iron Maiden obrigou o Tricolor a procurar outro lugar para mandar o Majestoso. O mesmo roteiro se repete desta vez: os ingleses do One Direction se apresentarão no estádio do Morumbi, e a diretoria do São Paulo optou novamente pela Arena Barueri. O Pacaembu, considerado casa do rival, foi descartado, bem como uma inversão de mando, proposta negada pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol). 

Atualmente com 41 anos, Rogério Ceni já deixou claro que se aposentará ao final desta temporada. Se Corinthians e São Paulo não se encontrarem pela Copa do Brasil, este será o penúltimo clássico do goleiro contra o Alvinegro. Além do histórico gol de falta, o ídolo tricolor marcou dois de pênalti diante do rival: um em goleada por 5 a 1, pelo Paulistão de 2005, outro em vitória por 3 a 1, no estadual de 2007. 

Dos três rivais, o Corinthians é o que menos sofreu gols de Rogério Ceni. O Palmeiras, vítima preferida do goleiro, foi vazado sete vezes, enquanto o Santos assistiu a quatro gols. No total, até hoje, Ceni marcou 114. O último foi na derrota por 2 a 1 para a Ponte Preta, em fevereiro deste ano. Outros times como Cruzeiro (seis gols) e Vasco (cinco gols) aparecem entre os que foram vítimas constantes do goleiro. 

Em redes sociais, torcedores do Corinthians ainda querem a “vingança” da equipe por conta do 100° gol de Rogério Ceni, que viria com o Timão marcando 100 gols nele. Somando todas as partidas em que o goleiro atuou contra o Alvinegro, desde 1994 até hoje, Ceni foi vazado 90 vezes. A marca centenária é bem improvável, já que a aposentadoria do são-paulino impedirá novas chances para os corintianos. 

Para o clássico deste domingo, o São Paulo chega em uma situação mais turbulenta que a do Corinthians. Enquanto o Timão lidera o Campeonato Brasileiro e vem embalado por sete jogos sem sofrer gols – o último foi justamente na derrota por 3 a 2 para o Tricolor, no dia 9 de março – a equipe do Morumbi ainda não engrenou e segue em busca de um “time ideal” para a sequência da temporada. 

 

Fonte: Globo Esporte

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*