Rogério Ceni fica “chateado”, mas Muricy vê São Paulo no caminho certo

Com Muricy Ramalho no banco e Rogério Ceni no gol, o São Paulo conquistou três títulos brasileiros. Hoje, o ex-goleiro é o técnico e o antigo treinador é comentarista do SporTV. Neste sábado, no “Troca de Passes”, a dupla se reencontrou, após o empate por 2 a 2 do Tricolor com o Mirassol, pelo Campeonato Paulista.

Muricy “previu” que seu antigo jogador não conseguiria dormir após o placar, e Rogério Ceni confirmou.

– Eu já não durmo nunca mesmo. Apesar de não ter rendido a mesma coisa que contra a Ponte Preta, contra o Santos, a gente vem de jogar quarta, sábado, quarta de novo, os jogadores vão caindo de rendimento, por mais que você tente rodar. Eu fico chateado comigo mesmo. Não gosto de perder. Não perdi o jogo, mas abrir um placar de 2 a 0 e não mantê-lo dói o coração. Mas a gente tem que trabalhar, os meninos são muito bons de lidar, sempre comprometidos, tentando fazer o melhor. Acontece, a gente erra. Eu, quantas vezes errei e deixei o professor nervoso? Erros, a gente tem que saber compreender e tentar continuar com um grupo bacana, uma família bacana de trabalho que a gente está construindo – disse Rogério Ceni.

Rogério Ceni Muricy Ramalho (Foto: Marcos Ribolli)Rogério Ceni, como goleiro, e Muricy Ramalho, como técnico, no São Paulo (Foto: Marcos Ribolli)

Muricy Ramalho acredita que, apesar do tropeço deste sábado, o São Paulo de Rogério Ceni mostra ser um time ofensivo, que cria muitas oportunidades. Além disso, elogiou as alterações na partida contra o Santos, que anularam o ataque do Peixe, na opinião do ex-treinador.

– Queria dar os parabéns. Nos jogos que eu vi, contra a Ponte Preta e o Santos, me deu gosto de ver o São Paulo jogar. É um São Paulo muito ofensivo e rápido. Você percebe que tudo aquilo que o Rogério está propondo e estudou a gente vê na prática. O legal é ver no jogo o que ele está fazendo nos treinamentos. Contra o Santos, ele pôs mais um lateral para marcar a descida do Santos. Os laterais do Santos apoiaram demais, e o Rogério fechou isso. Às vezes, as pessoas não entendem as mexidas do treinador. Ali, parou o Santos. Isso é o dedo do treinador. O Rogério está no caminho certo. O trabalho está sendo muito bem feito. Foi um erro do jogador. Você está no caminho certo, estou torcedo e é legal ver o São Paulo jogando dessa maneira.

Rogério Ceni afirmou que as mudanças foram para marcar o lateral Zeca e o meia Vitor Bueno, do Santos. Disse que o São Paulo deveria ter feito o mesmo diante do Mirassol, mas as falhas acabaram levando ao empate.

– Essas mudanças são coisas que as pessoas em casa não entendem. Você dobra o lateral. O Zeca e o Vitor dão muito trabalho, são muito ativos no jogo. Você tem que, na hora do placar favorável, tentar conter o ímpeto do adversário e manter a posse de bola. Contra o Mirassol, não estava tão difícil de fazer. Mas erramos mais que no jogo contra o Santos. Acho que essa é a grande explicação.

O São Paulo, mesmo com o tropeço, lidera o Grupo B do Paulistão, com sete pontos. A equipe já volta a campo na próxima terça, para enfrentar o São Bento, lanterna do Grupo C.

 

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Rogério Ceni fica “chateado”, mas Muricy vê São Paulo no caminho certo

  1. Rogerio acho que vc ainda nao entendeu, um time de futebol campeao nao se faz só de 11 jogadores, precisa ter banco e saber substitui-los na hora certa essa é a função principal do treinador, Muricy que enche o peito para falar do Ceni tinha esse pessimo retrospecto substitui mal pra burro.
    Se o jogador perde rendimento no segundo tempo coloca outro mesmo que isso sacrifique o esquema, uma sucessão de erros culminou com 2 pontos perdidos e se fosse um time mais qualificado nao teriamos ganho e os 40 mil torcedores nao mereciam isso.
    Entao Rogerio vai uma dica, time campeao se faz com 11 titulares mais o banco, e se nao tem busque na base garanto que tem bons moleques para jogar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*