Rodrigo Caio ganha apenas uma advertência em julgamento no STJD

Caso seja a opção do técnico Ney Franco para ir a campo na próxima rodada do Campeonato Brasileiro com a camisa do São Paulo, o volante Rodrigo Caio poderá jogar. Em julgamento na noite desta segunda-feira, dia 6 de agosto, o jogador tricolor acabou advertido por unanimidade em sessão da Primeira Comissão Disciplinar, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Com isso, após cumprir a suspensão automática, Rodrigo Caio fica liberado para jogar.

Na partida disputada no dia 18 de julho, no Morumbi, o Vasco abriu o placar logo aos três minutos do segundo tempo. E quando o time da casa buscava o empate, Rodrigo Caio acabou levando a segunda advertência e acabou expulso. “Aos 12 minutos do segundo tempo, expulso em decorrência do segundo cartão amarelo, o primeiro por agarrar o adversário e o segundo por colocar a mão na bola intencionalmente”, descreveu o árbitro Leandro Pedro Vuaden na súmula.

Com um a menos em campo, o São Paulo não conseguiu chegar à igualdade no placar e acabou derrotado. Rodrigo Caio foi denunciado no artigo 250 (ato desleal) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), no qual a pena poderia chegar a três jogos de suspensão.

O advogado Carlos Portinho, depois de mostrar aos auditores as imagens da expulsão, sustentou: “Não posso afirmar se ele quis colocar a mão na bola ou, pelo próprio movimento, a bola toca em sua mão. Ele recebeu o segundo amarelo e foi apenas uma falta de jogo, já que não houve nada intencional. Peço a absolvição”.

O relator Felipe Bevilacqua votou no sentido de advertir o jogador Rodrigo Caio, do São Paulo, e em seguida foi acompanhado por todos os demais auditores da Primeira Comissão Disciplinar. Assim, pode enfrentar o Fluminense na quinta-feira, dia 9, em jogo no Rio de Janeiro.

Fonte: Site Justiça Desportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*