Rodrigo Caio critica Aguirre e diz que não é mais tão são-paulino

Em uma dura entrevista ao programa “No Ar com André Henning”, do Esporte Interativo, Rodrigo Caio revelou uma rusga com Diego Aguirre e afirmou que não é mais tão são-paulino quanto antes.

– Eu perdi muito dessa paixão. Acho que é normal quando você joga no seu time, mas também por tudo o que aconteceu. Isso é nítido. Eu vejo pelo meu pai. Se eu sou roxo, ele é o extremo, e ele não é (mais tão são-paulino). Eu vejo no olho dele. Às vezes a gente está falando do São Paulo e ele muda de assunto. Perdi um pouco por tudo o que passei, mas sempre vou amar e torcer pelo São Paulo. Se o culpado sou eu, no dia que eu sair espero que ganhe muitos títulos – disse o jogador de 25 anos.

O zagueiro classifica 2018 como o pior ano de sua carreira. Ele teve a chance de se transferir para o Real Sociedad (ESP) em janeiro, mas sonhava em disputar a Copa do Mundo e decidiu ficar pelo menos até o meio do ano. Uma lesão no pé esquerdo sofrida na segunda rodada do Brasileirão, no entanto, o deixou três meses sem jogar e frustrou todos os planos. Foi aí que começaram os problemas com Aguirre.

– Ele não dava abertura, é um cara fechado. O cara não vinha falar comigo. Nos três meses que fiquei na fisioterapia, o cara nunca foi lá perguntar como eu estava. Fiquei sem entender. Quando você monta um time para ser campeão, você tem que dar atenção para todos. Essa é a diferença dos treinadores de alto nível, é a gestão. Eu não via isso. Falo por mim, mas do que vi dos outros também.

Recuperado, Rodrigo Caio foi utilizado por Aguirre em três partidas, todas improvisado como lateral-direito. Quando o técnico teve a chance de observá-lo na zaga, na semana que antecedeu a partida contra o Atlético-PR, preferiu treinar o time com Bruno Alves ao lado de Anderson Martins, que estava suspenso. Foi a gota d’água.

– Na quinta o Arboleda voltou da seleção e, com desgaste, não treinou. Ele colocou o Anderson Martins para treinar o tático e não me colocou. Fiquei louco da vida. Na hora que acabou o treino perguntei para o Raí o que tinha acontecido, disse que ali eu entendia que era algo pessoal, porque uma coisa dessas não se faz. Falei para o Raí e para o Lugano que não iria jogar mais de lateral, porque eu não iria ajudar, iria atrapalhar. Se machucassem todos os laterais e precisasse de mim, tudo bem. Mas tinha o Araruna para jogar ali. Contra o Palmeiras eu joguei de lateral-direito, estava bem, mas saí no intervalo. A culpa é de quem por que perdeu? Do Rodrigo, como sempre. Esse era meu pensamento quando eles começaram a me colocar de lateral. Vai dar uma coisa errada e a culpa vai ser minha.

Embora ainda tenha contrato até o fim de 2021, Rodrigo Caio espera se transferir para um clube europeu nesta janela. Nick Arcuri, seu empresário, foi liberado pela diretoria tricolor a buscar interessados.

– Nesse momento não tenho nada concreto. Mudei de empresário recentemente, hoje estou com o Nick Arcuri, e está sendo trabalhado junto com o São Paulo. Acho que tudo tem que caminhar da melhor forma. O São Paulo precisa vender algum jogador, tem algumas possibilidades, e acredito que sou um dos que têm maior possibilidade. Pode não ser pelo valor de um ano atrás (o Real Sociedad ofereceu o valor da multa, 18 milhões de euros), mas pode ser por um valor considerável. Não estou jogando, e o São Paulo tem de ter essa consciência também.

Cria da base e integrante do elenco profissional do São Paulo há oito temporadas, Rodrigo Caio sente-se perseguido pela torcida:

– A culpa de todos esses anos sem ganhar título é do Rodrigo Caio? Se eu estou no elenco todos esses anos é porque segurei a bronca e fiz por merecer. Muitos não aguentaram. Entravam no estádio, o estádio inteiro vaiando… E hoje o jogador é campeão em outros clubes. E o jogador não é ruim. Ou vai falar que o Maicon, do Grêmio, é ruim? É um dos melhores com quem joguei. E saiu como do São Paulo? Chutado. Meus companheiros falam que tenho uma cabeça fora do normal. Às vezes estou só aquecendo e tem gente me xingando.

– Eu sempre coloquei minha cara em todas as situações. O São Paulo perdeu, quem vai dar entrevista? Eu vou dar. Quem vai cobrar alguém? O Rodrigo. Eu nunca tive o respaldo de ninguém sobre isso. O Rodrigo colocou a cara dele, e qual imagem fica para a torcida? Todo o fracasso do São Paulo é culpa de quem? Do Rodrigo Caio. Sempre joguei em alto nível. A cobrança comigo é sempre elevada. Se o Rodrigo Caio está em campo e o time toma dois gols, a culpa é do Rodrigo Caio.

 

Fonte: Lance

28 comentários em “Rodrigo Caio critica Aguirre e diz que não é mais tão são-paulino

  1. Comparar Rodrigo Caio a Casemiro é ser muito rodriguete.
    Rodrigo é jogador de condomínio e prepotente, acha que vale muito mais do que ele realmente vale.
    Casemiro, jogador humilde e bom de bola, mas ele mesmo reconheceu que abusou no São Paulo.
    O São Paulo não precisa do Rodrigo Caio, que é um perna de pau, e nem torcedor de jogador…

  2. Outro que será escorraçado do Morumbi , e em pouco tempo será campeão por outro clube… Só pra citar alguns exemplos.

    Maicon , campeão da Copa do Brasil e Libertadores pelo Grêmio.
    Jean , Campeão Brasileiro e Copa do Brasil pelo Palmeiras.
    Arouca , campeão da Libertadores ,e Copa do Brasil e brasileiro pelo Palmeiras.
    Wasghinton , campeão brasileiro pelo Fluminense.

    Ricardo Gomes , campeão da Copa do Brasil pelo Vasco.

    Casemiro chamado de Casemarra , apenas titular do Real Madrid e da seleção brasileira. e por ai vai.

    São Paulo a tempos virou um cemitério de jogadores , chancelado por suas péssimas e horrorosas diretoria com carimbo da torcida.

    • Isso de jogador não dar certo aqui e dar certo em outro lugar é bem relativo. Trabalho em uma empresa cuja sede é em Porto Alegre e lá a critica é igual ou pior que a do SP. Nossas críticas são bem leve perto destes kras (Bressan tá aí pra confirmar). Tem muitos exemplos de jogadores que não deram certo em outros clubes e deram certo no SP, exemplo o Pato, que quase foi campeão brasileiro em 2014. Obs: Maicon foi muito vaiado no seu começo no Grêmio e o Cícero o povo odeia lá.

    • Não lembro do Jean sido “escurraçado” , pelo contrário, mta gente não entendeu sua saída, acho que ele perdia mtos gols….mas sinceramente não lembro dele sendo xingado pela torcida.

  3. Duas coisas:
    1. jogador mediano que deveria jogar como volante. Como zagueiro é ruim.
    2. Não falo de caráter de quem não conheço, mas sair atirando desta maneira não é coisa de gente boa. Vide o treineiro que falou besteira, depois que saiu do São Paulo, sobre o Ceni. Agora dá entrevistas dizendo para esquecerem o episódio.

  4. Quando for para o exterior, certamente vai abaixar a cabeça e jogar de volante, porque lá, se não for profissional e render ao máximo, não vinga. Lá não tem conversa, não é essa zona que é o São Paulo hoje. Torço para um dia o São Paulo voltar a ser o mesmo que foi com Telê.

  5. Acho que faltou ao Aguirre entre outras coisas, a humildade, seja para dizer que fez merda em algumas escalações, seja para ser um líder que lidera e não liderado. Quem lidera sabe que não pode fazer nenhum tipo de diferença, ao contrário, tem que motivar diariamente a todos.

  6. Como já sabemos mais um da panela que derrubou o Aguirre, composta por Nenê, Nutella, Diego Souza com a chancela do Administrador de ONG!!!

    Um belo tapa na cara das Nuteletes!!!

    Esse não joga mais aqui!!!!

  7. Nós torcedores são-paulinos temos histórico de perseguição com atletas que acabam saindo do clube e se dando bem em outros.
    Não vai ser diferente com o Rodrigo que, após essa entrevista, não tem mais como continuar no clube.
    Acho que ele foi para a TV para, de fato, “chutar o balde”: e o fez.
    Concordo com tudo que ele disse – do Aguirre até ser responsabilizado pelo “sapo enterrado entre as traves do Morumbi”.
    Não é nenhum craque, como a diretoria do S.Paulo tentou vendê-lo, mas foi o melhor dos últimos anos com a camisa de listras. Se tiver sorte de ser vendido, coisa que eu, particularmente, acho difícil neste momento, para um time médio da Europa, com certeza vai se dar bem e muitos que hoje o criticam vão sentir um certo amargor – assim como aconteceu com o Kaká, por exemplo.
    Agora é esperar para ver como a diretoria vai tratar do caso. Se aparecer proposta – qualquer proposta – vai ser obrigado a aceitar e, nisto, o Rodrigo deve ter feito de caso pensado, orientado, com certeza, por seu novo agente.
    Que tenha sorte, Rodrigo Caio, e que o S.Paulo consiga fazer um bom negócio com sua transferência!!!

    • Aguardemos…. Você fala isso pelo Kaká, mas na época, era notório que seria craque.

      E também não se esqueça que o contrato do Kaká estava no final, e ele não queria renovar. Já o Nutella tem contrato até 2045 e ninguém leva.

      Rodrigo Caio nunca foi volante acima da média, como zagueiro é péssimo.

      Nunca me esqueço daquele jogo contra o Palmeiras no Allianz, em que ele trombava com o Borja e se estatelava no chão, foi vexatório.

  8. Como jogador em qualquer posição que jogou sempre foi mediano .
    Pela entrevista foi um dos que ajudaram a derrubar o Aguirre, afinal ele foi reclamar com o Raí sobre o Aguirre e não diretamente com o treinador, mostrando o seu caráter honesto tal qual quando fez a imbecilidadade de ajudar a escória no episódio com o Jô.
    Claro que não é o culpado pela situação do SPFC mas em nenhum momento passou perto de ser uma solução , afinal em todas as posições que jogou nunca foi o melhor, nem volante, nem lateral direito e muito menos de zagueiro.
    Quando teve a oportunidade de ser vendido para clubes médios da Europa fez jogo duro achando que tinha futebol pra jogar nos maiores e frustrou ao menos 3 vendas certas.
    Se já tinha uma parte da torcida que não gostava deve, depois desta entrevista esse número de torcedores tende a aumentar .
    Quando sair não deixará saudades , e apesar de não ter nada contra a pessoa dele, que nunca mais volte.

    • “Pela entrevista foi um dos que ajudaram a derrubar o Aguirre, afinal ele foi reclamar com o Raí sobre o Aguirre e não diretamente com o treinador”

      Isso demonstra o quanto esses moleques da base são mimados se acham o máximo e se julgam inquestionáveis.

      O que o Rodrigo Caio representa na história do São Paulo? ZERO. E ele fala como se fosse a última cerveja da festa.

      Saudades de Mineiro, Josué, Fabão, Danilo, Junior, Cicinho… pelo que conquistaram, pelo que jogavam e respeitavam o São Paulo.

  9. Nem tanto ao inferno e nem tanto ao céu. O Rodrigo Caio é, de fato, um bom caráter. Moço reto, honesto e certamente um bom filho. Já como zagueiro, deixou muito a desejar, porque, no meu entender, para jogar na atualidade, ele não tem um físico adequado para a posição. Penso que errou ao não se fixar como volante, visto que tem um bom passe e uma boa visão do jogo. A despeito disso, sempre demonstrou ser bom de grupo e poderia continuar agregando. Contudo, ficou marcado por ter sido bom caráter e denunciado um erro do árbitro, justo numa partida contra o time da leste. Ato imperdoável sob o ponto de vista do torcedor. De qualquer forma, nunca negou ser torcedor do time… e nunca deixou de agradecer o São Paulo pela sua formação profissional. O meu desejo é o de que ele seja feliz no seu próximo emprego. A vida é assim mesmo, o sucesso é o encontro da sorte com oportunidade.

  10. Eu vi essa entrevista…

    Tem uma história de vida, e ajudou a família, o que é louvável.

    Parece que está com raiva do clube, e parece que dificulta a saída pra deixar a torcida e diretoria P… da vida.

    No final, chegou a dizer que vai sair porque quer, não pela pressão da torcida.

    E o pior, ele acha que a torcida pega no pé pelo fato dele tomar a frente nos momentos ruins, e não pelo péssimo zagueiro que é.

    Faltou ele fazer uma autocrítica, e vir que estava muito mal como zagueiro, e que para os padrões atuais, não serve para a posição.

    Ele se prejudicou, e deu prejuízo financeiro ao clube, ao não aceitar o Real Sociedad… mantendo uma regularidade, certamente teria sido convocado pelo Tite.

    Legal, questionar e fazer biquinho com o Aguirre por não ser escalado, ele só esqueceu de questionar os vários treinadores que passaram todos esses anos, em que era mantido como titular sem merecer.

    Aos que o acham craque, jogador de ponta, ótimo jogador, baita jogador…. se fosse 30% disso, estaria em um clube de segundo escalão da Europa há tempos.

  11. Se tivesse se mantido como volante, teria sido um jogador muito mais útil e já estaria jogando na Europa.
    A teimosia em ser zagueiro, a meu ver, foi o que mais o prejudicou.
    É muito bom volante, mas um zagueiro sofrível.

  12. A Imdependente (que não é tao independente assim) tem essa mania de achar que tem sempre um Único culpado por tudo… e começam a vaiar o jogador no aquecimento, no anuncio da equipe e durante o jogo sempre que ele toca na bola.

    Uma situação é do Michel Bastos que mandou a torcida ficar quieta… esse provocou e mereceu a perseguição…

    Outra situação totalmente diferente é do Maicon, Rodrigo Caio, Sidao e Nene. Nunca demonstraram falta de respeito com o clube ou com a torcida… errar faz parte do jogo, as vaias fazem o cara errar mais ainda e quem se prejudica é o SP e o resto da torcida…

  13. Um bom ( nao excelente ) jogador queimado pela torcida e por essa fase péssima do sp.
    Frequento o estádio desde 2011 e nem eu aguento essa torcida , não sei como são as outras óbvio, mas a torcida de arquibancada azul em geral é bem burrinha, principalmente em jogos com casa cheia, ficam xingando os jogadores sem a menor necessidade.

  14. A verdade é que parece que a diretoria compra a torcida para por o jogador para fora , realmente temos perdidos bons jogadores por conta dessa torcida e diretoria

  15. Concordo que a culpa não é só dele, mas falhou bastante. Se não pode ser o único a ser cobrado tbm não pode achar que nunca falhou. Tomara que vá pra Europa, de certo, seja felize de retorno financeiro ao tricolor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*