Reservas batem Nacional em jogo-treino no CT

Menos de 24 horas depois de entrar em campo e derrotar o Ceará para pouco mais de 57 mil pessoas no Estádio do Morumbi, o São Paulo já voltou à campo. Na manhã desta segunda-feira, os jogadores que não iniciaram a partida do último domingo se reapresentaram no Centro de Treinamentos da Barra Funda para um jogo-treino contra o Nacional, de São Paulo, que terminou com vitória do tricolor por 1 a 0. O gol foi marcado contra após divida de Arboleda com o defensor adversário.

Enquanto os reservas voltaram a trabalhar nesta segunda, os titulares no triunfo que manteve o time comandado por Diego Aguirre na ponta da tabela do Campeonato Brasileiro sequer apareceram no CT. A comissão técnica deu folga até quarta-feira, quando retornam para iniciar a preparação visando o duelo contra o Fluminense, novamente no Morumbi. Assim como os principais jogadores, Liziero, que esteve suspenso, também se apresenta na data dos demais companheiros.

Uma ausência no jogo-treino foi Hudson. Apesar de relacionado para a última partida, o volante, titular absoluto do meio-campo, ainda não retomou as atividades integralmente e segue em recuperação da hiper-extensão sofrida no joelho direito durante o empate com o Paraná na abertura do returno do Brasileiro. Outro problema para Aguirre, Everton, que deixou o jogo do último domingo acusando dores na coxa, será submetido a exames nesta segunda.

JOGO-TREINO

O início foi bastante morno, com o time do São Paulo dominando a posse da bola e com total controle, mas criando muito pouco ofensivamente. A escalação inicial foi a seguinte:Jean; Régis, Arboleda, Rodrigo Caio, Edimar; Araruna, Shaylon, Everton Felipe; Carneiro, Brenner e Trelléz.

A primeira grande chance, por sinal, foi do Nacional. Após um bom lançamento nas costas de Edimar, Jean foi obrigado a fazer grande intervenção com os pés. Na sequência, o tricolor reagiu com Shaylon, que de cabeça completou um cruzamento de Araruna, obrigando a resposta do arqueiro rival.

Na metade final da primeira etapa, o São Paulo reagiu e passou a incomodar mais o rival paulista, criando mais perigo até chegar ao gol. Após cobrança de escanteio de Everton Felipe, Arboleda dividiu com o defensor do Nacional, que colocou contra sua própria meta e abriu o marcador para o tricolor.

Na segunda etapa, a comissão técnica promoveu algumas mudanças na equipe e deu lugar a alguns jovens de Cotia. Logo de início, Lucas Perri herdou a vaga do goleiro Jean, Lucas Melo, conhecido como Tuta, entrou na vaga de Régis e Lucas Fernandes na de Brenner. Depois, Cássio substituiu Rodrigo Caio, Caneiro deu lugar a Caique e Shaylon deixou o campo para entrada do meia Igor Gomes, destaque na Copa São Paulo desta temporada.

Mais incisivo, o tricolor passou a usar a força dos jogadores de lado de campo para criar suas principais jogadas. A melhor delas foi com Trelléz, que recebeu ótimo passe de Araruna, mas arrematou por cima do gol. Do lado do Nacional, a resposta foi om a melhor chance da segunda etapa. Após erro de Lucas Fernandes, o rival puxou contra-ataque e ficou cara a cara com Lucas Perri, que fez uma ótima intervenção com os pés.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*