Rachão do São Paulo é marcado por provocações a Lúcio

Logo após o treino tático da manhã desta terça-feira, os jogadores do São Paulo fizeram o primeiro rachão do ano. Como de costume, a atividade foi realizada com muita descontração e teve cenas atípicas.

A maior delas foi a brincadeira com uma algema. Milton Cruz, auxiliar-técnico, pegou o objeto de um guarda municipal e correu em direção de Haroldo. O preparador de goleiros, que é o árbitro dos rachões, estava cercado pelos jogadores, que o acusavam de estar roubando. Rindo, Milton disse que iria prendê-lo.

Lúcio, recém-chegado ao clube, foi escolhido pelo time de Rogério Ceni e Luis Fabiano. E o zagueiro foi o principal alvo das reclamações do Fabuloso.

O atacante não perdoou os erros e gritava a cada bola que não era dominada ou passe errado de Lúcio.

– Eu já sabia, eu avisei! Não toca para o Lúcio não – brincava o camisa 9.

Mas o Xerife não deu ouvidos às provocações e marcou um gol na segunda etapa. Luis Fabiano, novamente, ironizou:

– Milagre, milagre!

Apesar do gol do zagueiro, a equipe do goleiro Rogério Ceni, que atuou na linha, foi derrotada. O time de Jadson contou com Paulo Henrique Ganso inspirado. O meia fez dois gols, sendo um de letra, e a vitória foi por três gols de diferença.

Na próxima sexta-feira, antes da partida contra o Mirassol, um novo rachão deve acontecer.

 
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*