Por liderança e G4, Corinthians e Tricolor jogam o Majestoso em Itaquera

A partir das 16 horas (de Brasília) deste domingo, Corinthians e São Paulo disputarão o Majestoso no Estádio de Itaquera, em duelo válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além dos três pontos, estará em jogo um tabu a ser defendido pelo Corinthians: o de jamais ter sido derrotado pelo Tricolor na arena corintiana, que já recebeu quatro vezes o clássico.

No time alvinegro, o objetivo é tentar tirar proveito do período de incertas do São Paulo para alcançar a liderança do Brasileirão. A equipe que foi de Tite e é de Cristóvão Borges iniciou a rodada um ponto atrás (29 a 28) do Palmeiras, com compromisso duro contra o Internacional, no Beira-Rio, marcado para o mesmo horário.

Mesmo que não consigam ultrapassar o Palmeiras neste fim de semana, os comandados de Cristóvão Borges já estão satisfeitos por superar a desconfiança. “A gente sabia que a nossa equipe tinha condições de ficar no bolo. O time sempre falou que o importante era estar perto dos líderes, não deixar eles desgarrarem. Com quatro vitórias, você tem essa condição”, comentou o lateral direito Fagner.

As quatro vitórias consecutivas conquistadas por Cristóvão Borges se deram contra Santa Cruz, América-MG, Flamengo e Chapecoense. O novo treinador lamentou um revés só em sua estreia, contra o Atlético-MG, no Mineirão.

Diante do São Paulo, o otimismo dos torcedores para aumentar a série positiva é ainda maior em função do retrospecto em Majestosos disputados em Itaquera. O rival se tornou a grande vítima do estádio, com quatro derrotas – uma delas histórica, no jogo em que o Corinthians recebeu o troféu de campeão brasileiro de 2015, por um contundente 6 a 1.

O lateral Fagner espera que o Timão engrene a quinta vitória seguida no torneio nacional (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)
O lateral Fagner espera que o Corinthians engrene a quinta vitória seguida no torneio nacional (foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

“Mas, independentemente de ser contra o São Paulo, os três pontos são iguais. É claro que, por se tratar de um clássico, acaba tendo uma repercussão maior. Queremos repetir o bom desempenho. O gosto especial do clássico fica mais para a torcida”, desconversou Fagner.

Para agradar ao público que lotará as arquibancadas de Itaquera, Cristóvão estudou mudanças na formação titular do Corinthians. É provável que o meia Danilo, improvisado como centroavante, ganhe a vaga de Luciano, que tem destoado tecnicamente. Já o zagueiro Pedro Henrique, com a coxa esquerda lesionada, cederá lugar a Yago.

O São Paulo, por sua vez, buscará no Majestoso ao menos se aproximar dos líderes do Brasileirão, já que, segundo o técnico Edgardo Bauza, nem uma vitória sobre o maior rival amenizaria a “amargura” da recente eliminação na Copa Libertadores da América. Oitavo colocado, o Tricolor soma 21 pontos, apenas dois a menos do que o Santos, primeira equipe dentro do G4 do torneio nacional.

Para subir na tabela, no entanto, o time do Morumbi precisará superar uma atmosfera totalmente adversa, uma vez que o Estádio de Itaquera receberá apenas corintianos, e quebrar um tabu de nunca ter somado nem sequer um ponto na arena corintiana, inaugurada em 2014.

Fora da Libertadores, Bauza não espera espantar "amargura" nem com vitória em clássico (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)
Fora da Libertadores, Bauza não espera espantar “amargura” nem com vitória em clássico (foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

“Tentaremos ganhar, como sempre fazemos. Para mim, isso é no máximo estatística, que não podemos modificar. Vamos fazer uma boa partida e vamos ver se podemos quebrar essa estatística e ganhar”, minimizou o técnico Edgardo Bauza, ciente do atual foco dos tricolores.

“A intensidade do trabalho é sempre a mesma que peço aos atletas. É sempre um campeonato muito difícil pelas possibilidades que muitos têm de ganhar. Vamos focar para tentar chegar. Temos dois objetivos. Primeiro, ser campeão. E, segundo, classificar para a Libertadores”, acrescentou o treinador, que enfrentará problemas na montagem de sua equipe para o clássico.

Patón terá os desfalques dos lesionados Paulo Henrique Ganso e Kelvin, que serão substituídos por Christian Cueva e Ricardo Centurión, respectivamente. Além deles, Jonathan Calleri, já fora dos planos do clube, e Alan Kardec, encaminhado ao futebol chinês, estão fora do confronto. Assim, caberá a Ytalo fazer a função de centroavante.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X SÃO PAULO

Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 17 de julho 2016, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (PE)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Guilherme Dias Camilo (MG)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Yago e Uendel; Bruno Henrique, Rodriguinho, Romero, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel; Danilo
Técnico: Cristóvão Borges

SÃO PAULO: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Centurión, Christian Cueva e Michel Bastos; Ytalo
Técnico: Edgardo Bauza

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.