Pato lembra motivo da volta ao Brasil: “Eu queria voltar, ficar em pé e jogar”

Destaque do Internacional nas categorias de base do Internacional, Alexandre Pato foi vendido ao Milan, em 2007, por aproximadamente R$ 38 milhões. Após um início promissor na Itália, o atacante começou a sofrer com muitas lesões e decidiu voltar ao Brasil em 2013, quando foi contratado pelo Corinthians. Hoje no São Paulo, aos 24 anos, ele comemora o longo período sem passar pelo departamento médico e a possibilidade de dar sequência a sua carreira profissional.

Pato teve 16 lesões ao longo dos cinco anos como jogador do Milan. Em entrevista ao “Arena SporTV“, ele disse que por dois anos não conseguiu ter uma sequência de dois jogos sem sentir uma lesão e agradeceu aos médicos brasileiros pela recuperação.

– Como eu vinha me machucando muito na Itália, eu resolvi voltar ao Brasil porque aqui eu sentia que eu ia fazer aquilo que era o meu objetivo. Eu queria voltar, ficar em pé e jogar. Já tinham dois anos que eu estava me machucando e estava abalado. Pensava o que estava acontecendo comigo: “será que não vou mais jogar bola?”. Então, quando eu tive a oportunidade de voltar ao Brasil, na hora eu disse que queria voltar. Sentei com o pessoal do Corinthians, o pessoal da fisioterapia, com o doutor Joaquim (Brava). Eu disse que queria voltar e ficar um ano bem, um ano em pé. Eu não conseguia jogar uma sequência de dois jogos e isso já estava me fazendo muito mal (…). Eu vejo que o Brasil me ajudou muito na parte da medicina. Por isso, eu voltei ao Brasil.

Alexandre Pato São Paulo e Bragantino (Foto: Piton / Futura Press)Alexandre Pato comemora o gol feito contra o Bragantino pela Copa do Brasil (Foto: Piton / Futura Press)

Criticado por não ter conseguido render o mesmo futebol do início de carreira, Pato deixou o Corinthians e foi emprestado ao São Paulo. Feliz por estar no clube do Morumbi, ele garantiu que as lesões não irão mais atrapalhar o seu desempenho e, com empenho, espera conquistar o seu espaço na equipe comandada por Muricy Ramalho.

– Sou muito grato ao Corinthians, ao pessoal da fisioterapia do Corinthians e a sequência que o pessoal do São Paulo, junto com os doutores. Estou me sentindo muito seguro (…). Críticas vão sempre existir, assim como os elogios. Eu entro em campo sempre com vontade de fazer gols, com vontade de sempre melhorar o meu rendimento dentro das partidas e treinamentos. Mas não é sempre que as coisas dão certo (…). Estou sempre correndo, me esforçando. No jogo contra o Criciúma, infelizmente, eu tentei, mas não conseguir fazer gols. Corri e me esforcei muito. Eu tenho trabalhado bastante. O professor Muricy (Ramalho) tem mesclado a tática, trabalhado bastante e eu tenho certeza que vou render cada vez mais.

O São Paulo de Alexandre Pato volta aos gramados no próximo domingo, às 18h30, contra o Vitória, no Morumbi. O time comandado por Muricy Ramalho está na sétima posição do Campeonato Brasileiro, com 20 pontos, enquanto a equipe baiana é o 15º, com 14.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*