Para quebrar jejum de títulos, São Paulo aposta no equilíbrio do elenco

Equilíbrio. Essa é a palavra que melhor define a equipe do São Paulo que tem uma grande chance de acabar com o incômodo jejum de quatro anos sem títulos na próxima quarta-feira, no duelo contra o Tigre, da Agentina, pela final da Copa Sul-Americana. Para isso, basta uma vitória simples no estádio do Morumbi, local onde o time tem aproveitamento de 85% no ano, com apenas quuatro derrotas.

Depois de um péssimo desempenho em 2011, quando o time foi eliminado na Copa do Brasil e acabou fora da zona de classificação à Libertadores, a diretoria agiu e promoveu profunda reformulação no elenco. A equipe titular hoje possui atletas consagrados, jogadores que deram um salto na carreira com a camisa do Tricolor e peças reveladas nas categorias de base do CT de Cotia, a “menina dos olhos” do presidente Juvenal Juvêncio.

Os consagrados comandam a equipe. Rogério Ceni no gol e Luis Fabiano no ataque são os pilares do time que conseguiu dar a volta por cima após um primeiro semestre cheio de decepções, com as eliminações no Campeonato Paulista e na Copa do Brasil. Dos que chegaram ao clube e cresceram estão Rhodolfo, Rafael Toloi, Cortez e Osvaldo. Já a base é representada por um trio muito forte, formado por Wellington, Denilson e Lucas.

– Hoje o São Paulo é uma equipe muito compacta, que sabe como deve se comportar independente de sua escalação, campo ou adversário. E, quando isso acontece, facilita o trabalho do treinador – afirmou o técnico Ney Franco.

O treinador, inclusive, diz que essa base montada já facilita e muito o trabalho visando à próxima temporada. O São Paulo terá pouco tempo de preparação antes da primeira decisão de 2013, que será a disputa da Pré-Libertadores.

– Temos um grupo formado que é de muita qualidade. As peças que vão chegar serão para posições específicas. São ajustes que precisamos fazer em virtude do excesso de competições que teremos no ano que vem. Jogaremos o Campeonato Paulista, a Libertadores, o Campeonato Brasileiro e, se ganharmos a Copa Sul-Americana, disputaremos novamente esse torneio, além da Recopa contra o Corinthians. Tenho certeza de que o São Paulo será ainda mais forte em 2013 – disse o comandante são-paulino.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*