Obsessão de Ceni por título continental contagia restante do grupo

À medida em que se aproxima a aposentadoria, Rogério Ceni tem feito discursos cada vez mais emocionantes antes de o time subir a campo. O goleiro quer muito ser campeão, principalmente da Copa Sul-americana, antes de encerrar a carreira. Sua intensidade aos 41 anos contagia o restante do elenco.

“O Rogério está parando e é obcecado. Imagine eu. Eu também sou obcecado. Passei por Vasco, Grêmio… No Porto, sim, tive títulos expressivos, mas aqui no futebol brasileiro não. Quero esse título para ficar marcado na historia”, disse o volante Souza, na quarta-feira, véspera da partida de ida das quartas de final do torneio, contra o Emelec, no Morumbi.

“Na concentração, a gente vê aqui no CT quadros de jogadores que estão marcados porque foram campeões. Nosso grupo tem essa mentalidade também, para que, daqui alguns anos, a gente possa passar por ali e estar nesse quadro também”, acrescentou o camisa 5 são-paulino, campeão português e da Liga Europa pelo Porto e recém-convocado para a Seleção Brasileira.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Goleiro e capitão da equipe quer muito ser campeão da Copa Sul-americana antes de se aposentar

Há quem entenda, porém, que os discursos de Ceni pré-aposentadoria possam aumentar a pressão, opinião da qual Souza discorda. “A pressão dele é normal, de capitão. Mesmo se ele não fosse parar, queria ser campeão sempre. Ele está parando e quer coroar por tudo que fez pelo São Paulo. A gente não sente essa pressão. Ele quer ser campeão como todos nós. Ele nos motiva, com palavras sábias”, minimizou.

Há algum tempo, além de motivar o grupo com palavras, Ceni tem revezado a faixa de capitão. O goleiro já a entregou para o lateral esquerdo uruguaio Álvaro Pereira e ao meia Paulo Henrique Ganso, talvez com a intenção de forjar um sucessor.

“Existem vários líderes hoje. Tem o Luis (Fabiano), o Ganso, o próprio Denilson. Líder igual ao Rogério é difícil encontrar. Com a identificação que ele tem, a sabedoria… Ele é culto também. Vai ser difícil encontrar. É quase impossível. Só que a gente vai ter que encontrar alguém para ser esse carro-chefe”, concluiu Souza, tão obcecado quanto o atual capitão.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Obsessão de Ceni por título continental contagia restante do grupo

  1. Grande contratação do São Paulo esse Souza. Queria vê o tricolor subir os muleques da base tbm, q são otimos volantes, q são o Hebling, e os Mateus Queiroz e Reis. E para o proximo ano uma surpreendente contratação do chileno Aráguez do Inter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*