Em onda de indisciplina, São Paulo pega Emelec e tenta evitar suspensões

Já virou rotina no São Paulo. Além dos desfalques por lesões e convocações, o técnico Muricy Ramalho precisa bater cabeça para driblar os reflexos da indisciplina de seus jogadores. Cartões amarelos e vermelhos já renderam um time inteiro (11 atletas) de suspensos nos últimos oito jogos, contando com os que não poderão pegar o Emelec nesta quinta-feira, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana.

Desde a vitória sobre o Grêmio, no começo de outubro, pelo Brasileiro, o São Paulo vem tendo pelo menos um suspenso por jogo, com exceção da vitória sobre o Bahia há 12 dias. Em alguns casos, o time teve três jogadores sem poder atuar por causa de cartões tomados anteriormente, o que aconteceu no duelo contra o próprio Grêmio (Luis Fabiano, Alvaro Pereira e Denilson) e contra o Goiás (Kaká, Paulo Miranda e Rafael Toloi). Mesmo assim, nas duas ocasiões, a equipe conseguiu se superar e vencer.

Souza, que apesar de atuar como volante, uma posição mais suscetível a cartões, não aparece entre os são-paulinos mais indisciplinados. Questionado recentemente sobre o assunto, ele confirmou que as suspensões atrapalham o time, mas exaltou a qualidade do elenco, que teria boas peças de reposição.

“No jogo contra a Chapecoense, o Paulo Miranda teve uma expulsão providencial , ele evitou um gol que era certo, mas outras [expulsões] a gente teve que conversar pra não acontecer mais”, admitiu ele, titular e peça fundamental do esquema de Muricy Ramalho. “Mas temos elenco pra isso, quando perdemos um jogador, temos outros pra entrar e entrar bem. Assim o grupo pega confiança, os jogadores que entram pegam confiança, então estamos tranquilos em relação a isso.”

Na última partida contra o Goiás, Muricy Ramalho revelou que antes do jogo teve uma conversa especial com Luis Fabianopara que ele se concentrasse no jogo e evitasse ser expulso. Por ter agredido um jogador do Huachipato nas oitavas da Sul-Americana, o atacante é um dos suspensos para o jogo de hoje (Denilson é outro).

Além do problema da disciplina, há o desgaste natural fruto de uma maratona de jogos que acaba levando a contusões. E mais desfalques. O zagueiro Rafael Toloi, por exemplo, sentiu a coxa no começo da semana e também não enfrentará o Emelec. Convocações de seleções são outra fonte de desfalques constantes na equipe.

A partida desta quinta, marcada para às 20h15, no Morumbi, é alvo de atenção especial do elenco são-paulino. Os jogadores veem na competição continental chances maiores de ser campeões em 2014, já que no Brasileiro, apesar de serem vice-líderes, precisam superar o Cruzeiro, considerado praticamente imbatível neste momento.

Já o Emelec, clube tradicional do Equador, chegou a São Paulo no começo da semana e treinou no estádio do Canindé. A diretoria havia planejado fazer seus treinamentos no CT do Palmeiras, mas ao chegar no Brasil e descobrir que o local é vizinho ao CT do São Paulo preferiu mudar para evitar “espiões” tricolores.

O jogo da volta está marcado para o dia 5 de novembro para Guayaquil.

Os que não puderam jogar por suspensão nos últimos duelos do São Paulo:

Emelec: Luis Fabiano e Denilson
Goiás: Kaká, Paulo Miranda e Rafael Toloi
Chapecoense: Michel Bastos
Bahia: Ninguém
Huachipato: Luis Fabiano
Atlético-MG: Paulo Miranda e Paulo Henrique Ganso
Atlético-PR: Edson Silva e Reinaldo
Grêmio: Luis Fabiano, Alvaro Pereira e Denilson

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X EMELEC
Copa Sul-Americana (quartas de final)
Data e horário
: 30/10/2014, ás 20h15 (de Brasília)
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo
Árbitro: Enrique Cáceres (PAR)
Auxiliares: Carlos Cáceres (PAR) e Milciades Saldívar (PAR)

São Paulo
Rogério Ceni; Hudson, Antonio Carlos, Edson Silva e Alvaro Pereira; Souza, Maicon, Paulo Henrique Ganso, Kaká e Michel Bastos; Alan Kardec
Técnico: Muricy Ramalho

Emelec
Esteban Dreer; John Narvaez, Gabriel Achilier, Jorge Guagua e Oscar Bagui; Pedro Quiñónez, Miller Bolaños e Ángel Mena; Marcos Mondaini, Emanuel Herrera e Luis Miguel Escalada
Técnico: Gustavo Quinteros

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*