Números mostram porque Carleto é titular e Cortez está afastado

A comissão técnica do São Paulo tem um relatório de todas as estatísticas dos atletas. Além da parte técnica, a frieza dos números também serve de análise do desempenho de cada jogador. E eles mostram o porquê de Carleto ser o titular da lateral esquerda do time, enquanto Cortez está afastado e não faz mais parte dos planos.

Em 19 partidas nesta temporada, o atual dono da posição já deu mais assistências do que Cortez conseguiu durante toda a passagem pelo clube. Em 91 partidas, o antigo dono da camisa 6 foi responsável por cinco passes que resultaram em gols. Apenas em 2013, Carleto deu sete assistências.

Na última quarta-feira, o lateral conseguiu o que procurava desde 2010, quando teve a primeira rápida passagem pelo clube: um gol.

– Fico feliz pela confiança do treinador, porque isso me deixa mais confiante. Mas, apesar do gol, prefiro cruzar uma bola na cabeça do atacante do que marcar um – afirmou Carleto, que está apenas a um gol de igualar o número de Cortez neste quesito com a camisa são-paulina.

Após diversos empréstimos, Carleto voltou no início deste ano para ser mais uma opção no elenco. Mas Cortez caiu de rendimento, perdeu a vaga de titular e foi afastado.

Agora, a diretoria tenta amenizar o prejuízo com Cortez. Em 2012, ele foi contratado do Botafogo por cerca de R$ 7 milhões. Por isso, a intenção da cúpula tricolor é negociá-lo em definitivo e não emprestá-lo, como tem acontecido com os outros atletas que também não interessam mais à comissão técnica.

Contra o Vasco, além do gol, outro lance mostrou uma característica de Carleto. No primeiro tempo, Roni bateu três escanteios e errou dois. Na quarta oportunidade, o lateral correu e assumiu a cobrança. A atitude e a vontade em campo do camisa 16 são elogiadas. Assim, ele segue na lateral esquerda do time titular.

A dança da lateral esquerda do Tricolor:

2010
Junior Cesar foi o titular durante quase toda a temporada, mas sofreu uma grave lesão no segundo semestre. O lateral rompeu os ligamentos do joelho esquerdo e só foi voltar a ter condições de jogo na temporada seguinte. Richarlyson herdou a posição.

2011
Com Junior Cesar lesionado, Juan chegou no início da temporada. Ele passou quase todo o ano como titular do setor. Em determinadas partidas, o volante Carlinhos Paraíba chegou a ser improvisado na posição.

2012
Apesar da sequência em 2011, Juan era muito criticado pela torcida são-paulina. Com isso, a diretoria investiu alto e trouxe Cortez do Botafogo. Não demorou para Juan ser emprestado ao Santos. Cortez cresceu e se fixou como titular até o fim da temporada.

2013
Ney Franco pediu o retorno de Carleto, que estava emprestado ao Fluminense e foi campeão brasileiro. Cortez iniciou como titular, mas pouco mostrou e viu o reserva aproveitar as chances. Juan retornou após treinar sozinho em Cotia.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*