Notas dos jogadores

Sidão: sem culpa nos gols, mas está começando a se mostrar um goleiro chama gol. 5

Buffarini: não comprometeu, mas também foi peso morto pela direita. 5

Maicon: está incomodado, perdido em campo. No segundo gol tomou um corte que quase caiu sentado e está errando todos os passes. 4

Rodrigo Caio: péssima partida. Falhou diretamente no primeiro gol e ainda quase entregou um gol numa saída errada. 3

Junior Tavares: a cada jogo que passa gosto mais desse garoto. Mas precisa melhorar na marcação defensiva. 7

João Schmidt: tem bom passe, mas não serve para primeiro volante, pois sobrecarrega a zaga. 6

Thiago Mendes: no primeiro tempo fiquei sem entender sua função. Melhorou no segundo. 6

Cícero: cadencia o jogo, mas deveria participar mais das jogadas ofensivas. 6,5

Cueva: ótimas assistências, mas um desastre nas finalizações. Pelos gols que perdeu, apesar do pênalti convertido, fica com 5

Luis Araujo: boa partida, com assistências aos montes e disposição. 8

Lucas Prattto: dois gols. É o centro-avante que precisamos. 9

Bruno: errou o tempo de bola, falhando no segundo gol. 4

Chaves: entrou e cavou o pênalti. 6

Araruna: jogou pouco tempo. Sem nota

Rogério Ceni: continua mantendo a ofensividade do time, mas a defesa está gerando preocupação. 6

 

Paulo Pontes

5 comentários em “Notas dos jogadores

  1. Concordo com que o Jason escreveu abaixo: é preciso compactar mais as linhas. Melhor ainda: é preciso que os jogadores saibam o que é uma formação em linhas. Ainda não dá pra ver as linhas do time se movimentando harmonicamente. Embora muito evoluído ante o que tínhamos antes, o time continua correndo cada qual para um lugar ficando meio distantes entre si. O Rogério precisa treinar muito as linhas; como correr juntos para ataque ou defesa e, principalmente, agrupá-las, para não dar espaços para os adversários trabalharem entre elas…

  2. Discordo totalmente dessas notas. Acho bem complicado avaliar individualmente uma proposta de jogo muito coletiva. Claro que os defensores estão recebendo notas baixas desde o início do ano. Quem é chama gol? O goleiro ou o esquema? Por que Maicon e Rodrigo Caio, fortalezas em 2016, agora estão inseguros? O esquema não está entrando na nota e isso é injusto. O mesmo serve para as notas altas. Por que Thiago Mendes ganhou 6,5 se o primeiro gol do S. Bento nasceu de um passe – o milionésimo – que ele errou no ataque? Por que Cueva foi um desastre nas finalizações? Só erra quem finaliza. Cícero e Luiz Araújo chutaram quantas vezes? Enfim, acho importante tomar cuidado na hora de olhar para atuações individuais porque elas são sintomas de questões coletivas. Sintomas. Temos que procurar as causas.

  3. Não pode culpar totalmente os zagueiros e o Sidao. Basta olhar para os volantes, mão tem nenhum cão de guarda e saem muito para o jogo abrindo espaço para os contra ataques. Ou compacta melhor o time aproximando as linhas ou tem que segurar um mais atras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*