Ney vê série caseira como decisiva e cobra: ‘São Paulo tem de jogar mais’

Há quatro jogos sem vencer, o alerta está aceso no São Paulo. O time flertou com o G-4 por diversas vezes, até poderia entrar na zona de classificação para a Taça Libertadores de 2013 ao fim da 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. No entanto, a derrota por 1 a 0 diante do Atlético-MG acabou deixando o Tricolor a seis pontos do Vasco, quarto colocado. A situação não é fácil, por isso, o técnico Ney Franco considera os próximos jogos como decisivos para as pretensões são-paulinas.

– Em termos de G-4, temos de ser coerentes. Esses dois jogos em casa são determinantes. Se tivermos problemas no nosso desempenho, ficará complicado. Nossa meta é ganhar esses dois jogos para respirar. Depois discutiremos a questão do G-4 – disse Ney Franco.

O primeira duelo em casa será neste sábado, às 18h30m, contra a Portuguesa. Na semana seguinte, o adversário será o Cruzeiro. O Morumbi tem sido um fator importante para o Tricolor se manter vivo no páreo pelo G-4. Como mandante, o time tem um aproveitamento de aproximadamente 76% dos pontos disputados.

Além disso, enquanto o São Paulo joga com o apoio da torcida nas próximas rodadas, o Vasco encara o Cruzeiro e a Ponte Preta longe de São Januário. O Botafogo, qunito colocado, ainda entra em campo pela 24ª rodada, nesta quinta-feira, contra o Internacional, no Engenhão. Depois, o Bota fará uma partida como visitante (contra a Ponte) e uma como mandante (contra o Corinthians).

Apesar de as próximas rodadas serem favoráveis ao Tricolor, Ney Franco ainda vê seu time sufocado. Ele cobra uma evolução no desempenho de seus comandados.

– Não estamos tendo competência para chegar ao G-4. Estamos trabalhado isso com os jogadores. O parâmetro será os próximos dois jogos. Precisamos de atuações acima das que apresentamos nas três últimas partidas. Temo de jogar mais – pediu o treinador.

Por ora, Ney Franco descarta dar maior importância à Copa Sul-Americana, que dá ao campeão uma vaga para a Libertadores 2013. No entanto, caso o São Paulo não consiga voltar com força à briga pelo G-4 rapidamente, as prioridades devem ser revistas.

Fonte: Globo Esporte – Foto: Vipcomm

Um comentário em “Ney vê série caseira como decisiva e cobra: ‘São Paulo tem de jogar mais’

  1. Este recado do Nei é para quem?
    Seria pro técnico do São Paulo? Afinal o técnico ontem não assistiu o jogo. Jadson teria que ter sido trocado logo aos 15 minutos do primeiro tempo (a bola anda “batendo” muito nele; parece que não se conhecem. . .). Colocar um time pra jogar no contra ataque e deixar Lucas (vai ser a decepção dos franceses) e Osvaldo marcando atrás e distantes um do outro; bancar os piores laterais do brasileirão; a expulsão no primeiro tempo não fez, ao meu ver, diferença nenhuma pois o time continuou o mesmo, sem diferença alguma na forma de jogar (poderia ter empatado de zero mas poderia tb, ter tomado mais gols já que o esquema foi muito covarde)
    Está faltando imaginação ao nosso técnico; foi bom o Nei mandar este recado.
    abraços sofridos a todos sampaulinos . . . .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*