Ney Franco vê Jadson como o homem certo para a camisa 10 tricolor

A vinda de Jadson ao São Paulo foi repleta de questionamentos. O atual camisa 10 da equipe precisou provar aos torcedores que tinha a qualidade necessária para justificar o investimento milionário que o clube havia feito para tirá-lo do Shakhtar Donetsk. E, apesar de o meia ter demorado para emplacar no Tricolor, o resultado foi recompensador para a equipe do Morumbi.

O armador já acertou dez assistências neste Campeonato Brasileiro e se tornou o responsável pelas cobranças de faltas e escanteios do time. O atleta assumiu tamanha importância na equipe que passou a ser comparado pelo técnico Ney Franco a ídolos da torcida, como Rogério Ceni, Lucas e Luis Fabiano.

Para o treinador, Jadson sempre foi o homem certo para vestir a camisa 10 são-paulina. “Eu o acompanho há muito tempo e tenho na memória a participação dele no Atlético-PR campeão do Brasileiro de 2004. Ele já era um jogador de muitas assistências e ajudou o Washington a brigar pela artilharia daquela competição. Quando eu assumi o São Paulo, eu tinha na cabeça que ele era o atleta certo para exercer esta função no meu time.”

As críticas que Jadson sofreu durante a sua passagem pelo Tricolor também foram absorvidas e interpretadas por Ney Franco. O comandante acredita que o fato de o meia insistir em jogadasousadas no ataque faz com que os erros se tornem mais frequentes perante os demais jogadores que integram o plantel de sua equipe.

“Ele arrisca mais que os outros atletas. Em relação ao passe, ele é diferenciado. No último jogo ele tentou um passe para o Douglas que só não virou um gol porque o zagueirão conseguiu o corte. Só que ele não acerta sempre em função da qualidade dos adversários. Mas ele está atendendo às expectativas e se tornou importantíssimo para o São Paulo”, acrescentou o técnico.

Luiz Pires/VIPCOMM

Jadson assumiu a camisa 10 do São Paulo e se tornou um dos pilares da equipe comandada por Ney Franco

Na última quarta-feira, Jadson foi um dos mais cobrados por Ney Franco no treino tático que encerrou a preparação do clube para o jogo contra o Atlético-GO, nesta quinta-feira, no Morumbi. O meia precisou repetir uma série de cobranças de faltas e escanteios e ouviu conselhos do treinador para aprimorar a forma de mandar a bola para a área nestas jogadas.

Se conseguir absorver os ensinamentos passados por seu comandante nos treinamentos, o atleta poderá ser uma importante arma para superar a segunda pior defesa do Campeonato Brasileiro. O São Paulo está na quarta colocação, com 52 pontos ganhos, e tentará aproveitar o fato de seu adversário ter sofrido 53 gols neste torneio para sair da 31ª rodada com mais uma vitória.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*