Na beira do G-4, São Paulo recebe ameaçado Figueira para convencer

A imprescindível vitória sobre o Vasco no meio de semana deixou o São Paulo com 49 pontos, a apenas um de distância em relação ao G-4. Com o objetivo de se classificar para a CopaLibertadores de 2013 por meio do Campeonato Brasileiro, a equipe terá nova oportunidade neste domingo, às 16 horas (de Brasília), quando recebe o ameaçado Figueirense no Morumbi, em partida válida pela 30ª rodada da competição nacional.

O Tricolor tem 49 pontos, o Vasco tem 50 e o adversário deste domingo soma apenas 25, ocupando a vice-lanterna do Campeonato Brasileiro, com dez pontos a menos do que o primeiro time fora da zona de rebaixamento. A torcida do técnico Ney Franco na rodada, além de afundar o clube catarinense, é contra os cariocas, que visitam o Santos no mesmo dia e horário.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Rogério Ceni completará 500 partidas à frente do gol do São Paulo só no Morumbi

“Campeonato Brasileiro é marcado por isso: em todo confronto tem um clube brigando por objetivo, seja vaga na Libertadores, rebaixamento ou título. Temos que respeitar o adversário, trabalhar da mesma forma e passar o máximo de informações aos atletas, para colocar em campo os jogadores concentrados. Duas vitórias colocam a gente em situação ainda melhor”, comentou o técnico Ney Franco, pensando no Figueirense e também no Atlético-GO, adversário da rodada seguinte.

 

Em relação ao time titular, o comandante tricolor terá apenas a ausência de Lucas, que foi reserva da Seleção Brasileira em amistoso contra o Iraque, mas segue na Europa para mais um confronto, desta vez contra o Japão. Em seu lugar, o lateral direito Douglas segue improvisado na posição. No mais, a equipe mantém a formação 4-3-3 sem grandes surpresas.

“A gente não havia achado a formação ideal por vários motivos. Hoje, nos ajuda o fato de ter a melhor defesa do segundo turno do Brasileiro. A questão é que mudamos o posicionamento na marcação ofensiva e estamos em sequência de jogos positiva. Se a gente tivesse essa sequência em todo o Brasileiro, ou um pouco antes, talvez estivéssemos em condição melhor”, analisou o treinador são-paulino.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Fundamentais nas últimas rodadas, Osvaldo e Wellington são esperanças de Ney Franco para o importante duelo

A partida opõe a melhor dupla de ataque do Campeonato Brasileiro (Aloísio e Julio César marcaram mais gols até que Wellington Nem e Fred) ao goleiro Rogério Ceni, que teve atuação de gala contra o Vasco e celebra no domingo 500 partidas com a camisa do Tricolor dentro do estádio do Morumbi.

 

Do lado do Figueirense, que chega motivado para o confronto como se fosse para uma “decisão de Copa do Mundo”, nas palavras do atacante Julio César, a esperança é depositada na tentativa de reabilitação. “O time está irregular e, nas nossas condições de tabela, nem o empate não é um bom resultado. A missão é conquistar pontos em São Paulo”, resumiu o técnico Márcio Goiano.

Divulgação/Figueirense

Ronny fez dois gols na última semana e é a aposta de Márcio Goiano

Dentro de campo, o zagueiro Sandro e o volante Jackson retornam ao time depois de cumprirem suspensão por acúmulo de cartões amarelos e devem tirar as vagas de Edson e Coutinho, presentes na vitória por 3 a 1 para cima do ainda mais desesperado Atlético-GO. O volante Túlio também retornaria ao time titular, mas sofreu um estiramento de grau um na coxa direita e ficará dez dias afastado do time titular.

 

Sendo assim, e ainda contando com as lesões de jogadores como Fernandes e Caio, Ronny segue como esperança no meio-campo do time catarinense. Elogiado pelo técnico Ney Franco, do São Paulo, o jogador já esteve em Seleções Brasileiras de base e ficou cerca de dois meses afastado do grupo. Na primeira oportunidade após a reintegração, marcou dois gols. “Temos que buscar o máximo de pontos, sabemos da dificuldade, mas o foco é total em salvar o Figueirense”, resume Ronny.

FICHA TÉCNICA 
SÃO PAULO x FIGUEIRENSE

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 14 de outubro de 2012, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Alessandro de Rocha Matos (Fifa-BA) e Cleriston Cley Barreto Rios (Asp.Fifa-SE)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Wellington, Denílson e Jadson; Douglas, Osvaldo e Luis Fabiano
Técnico: Ney Franco

FIGUEIRENSE: Wilson; Elsinho, João Paulo, Sandro e Helder; Claudinei, Jackson, Botti e Ronny (Coutinho); Júlio César e Aloísio
Técnico: Márcio Goiano

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*