Muricy terá de colocar sonhos de lado e arrumar a casa nos Estados Unidos

Enquanto as voltas de Diego Lugano e Kaká seguem apenas como um sonho para o segundo semestre, Muricy Ramalho promete arrumar o São Paulo durante a parada da Copa do Mundo entre junho e julho. O técnico conseguiu convencer a diretoria a realizar excursão para os Estados Unidos, onde espera deixar a equipe definitivamente entrosada. Influências externas, no entanto, ameaçam os planos do treinador.

Na defesa, a saída de Rodrigo Caio para a Seleção Brasileira sub-21 desestabilizou o setor. Com Edson Silva em baixa, Paulo Miranda lesionado e Rafael Toloi emprestado à Roma (ITA) com chances de permanecer, o garoto Lucão foi testado. O beque de 18 anos teve bom desempenho contra Flamengo e Grêmio, mas sofreu diante de Fluminense e Atlético-PR. Além disso, a renovação do contrato, válido até março de 2015, segue emperrada.

Seu tio e empresário, Jefferson Silva, já fez sérias acusações ao São Paulo e considera que o zagueiro tem sido pouco valorizado pela diretoria tricolor. A renovação passou a ser tratada como algo distante, até que Lucão declarou na última quinta-feira o desejo de permanecer no time do Morumbi. Já no setor ofensivo, a preocupação é com Alexandre Pato. Depois de ouvir elogios de Muricy Ramalho, o atacante foi criticado por sumir em campo contra o Atlético-PR.

– Ele saiu porque não era jogo para ele. Não se encontrou em nenhum momento. A bola quase não passou pelo meio. O moleque (Boschilia) entrou e se adaptou – disse o técnico.

A posição conta com os titulares Osvaldo e Luis Fabiano em bom momento, além da expectativa de Alan Kardec estrear após a Copa do Mundo. Já o colombiano Pabon, alvo de reclamações da torcida, dificilmente terá o empréstimo renovado e pode desembarcar no futebol mexicano.
Para piorar, as recentes especulações sobre as saídas de Ganso e Pato afetaram a concentração do elenco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*