Muricy incentiva broncas entre os jogadores do São Paulo em campo

Muricy Ramalho tem valorizado bastante o diálogo entre os jogadores do São Paulo – segundo ele, são mais produtivos até do que os treinamentos no CT da Barra Funda. O técnico ainda gostaria de ver mais rispidez nas relações do elenco, ao menos dentro de campo.

“Esse grupo é um pouco diferente. Eles respeitam muito uns aos outros. Não são de dar esporro. Às vezes, isso não é legal”, comentou Muricy, nesta sexta-feira, após supervisionar um trabalho físico leve.

Para o treinador, uma conversa dos seus jogadores antes da partida contra o San Lorenzo foi decisiva para a vitória por 1 a 0 no Morumbi. Na ocasião, ele incentivou o grupo a se comunicar sem a sua interferência – embora note alguns jogadores mais reservados, como os meias Paulo Henrique Ganso e Ricky Centurión.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Técnico acha que o elenco do São Paulo se respeita demasiadamente dentro de campo

“Tivemos uma conversa longa antes do jogo. Não falei muito porque não acho legal ficar ditando as regras”, disse Muricy, sem revelar o teor da reunião. “Isso é coisa nossa, deles. Não dá para expor tanto. Eles falaram muito de tudo, de vontade, de companheirismo dentro de campo”, completou.

Mesmo nesta manhã, antes de a maior parte do elenco correr no gramado do CT, Muricy recorreu ao diálogo. Não eram necessários esporros, já que o ambiente ficou bem mais leve com a arrancada no grupo 2 da Copa Libertadores da América.

“Existem momentos em que você tem que abraçar os caras. Em outros, dar porrada. Hoje, elogiei o trabalho feito no jogo, o companheirismo, as inversões de lado”, concluiu Muricy Ramalho.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*