Muricy elogia atuação e “culpa” saída de Maicon por susto no Morumbi

O técnico Muricy Ramalho acredita que a saída do volante Maicon no intervalo foi determinante para o susto que o São Paulo levou nos primeiros minutos do segundo tempo da partida contra o Emelec, nesta quinta-feira, no Morumbi, pela quartas de final da Copa Sul-Americana. O Tricolor abriu 3 a 0, levou dois gols em nove minutos, mas venceu por 4 a 2.

 

– Foi um primeiro tempo excelente, um dos melhores. Era o que tinha de fazer, o time equatoriano marca em duas linhas. Nós nos mexemos bastante para fugir da marcação. Perdemos muito com a saída do Maicon, que tem a primeira bola e um passe importante. As linhas se distanciaram. Tomamos um gol por erro nosso. Maicon saiu por estar inseguro, estava com medo de ser expulso (tinha cartão amarelo), tive de mexer. Não voltamos como tínhamos de voltar. Precisávamos ter mantido a posse de bola – afirmou o treinador.

Com o triunfo, o São Paulo joga por qualquer empate e pode até perder por um gol de diferença para avançar às semifinais do torneio. O vencedor vai encarar Atlético Nacional, da Colômbia, ou  Cesar Vallejo, do Peru.

Confira abaixo a entrevista coletiva de Muricy:

Projeção para os próximos jogos
Não vamos poupar ninguém. Não vamos priorizar nada. Temos chance nas duas (competições). Vamos observar o estado físico dos atletas. Vamos fazer três jogos na semana. Temos de tomar cuidado com alguns jogadores. Perdemos peças importantes como Pato e Toloi. Vou ver e usar o que tenho de melhor fisicamente.

Maratona
Estamos acostumados, não ficamos quase em casa. O problema é o desgaste. Vamos fazer duas viagens seguidas. Vamos demorar 16 horas para sair do CT e chegar ao hotel em Guayaquil. O que nos preocupa é isso. Estamos cruzando com todos os times que ficam muito longe. São viagens desgastantes. Não tem como fazer diferente.

Desgaste físico
O Kaká sente muito. Nós tivemos no começo dele aqui a sabedoria de intercalar algumas partidas. Ele não tem a parte muscular como tinha antes. Ele corre demais, só que a recuperação hoje é mais complicada. Se eu usar Kaká em todo jogo, eu estouro ele.

Emelec
Eles não vão mudar a maneira de jogar. Se jogássemos com dois atacantes abertos, ficaríamos presos na marcação deles. No primeiro tempo, fomos muito bem, foi uma das melhores partidas no ano. Eles não têm meias de ligação, o jogo é mais longo. Vamos para jogar (no ataque) e tentar ganhar. Será um jogo de choque.

Violência na partida
O jogo foi pegado, muita porrada. É assim mesmo. O juiz deixa um pouco mais isso acontecer, teve algumas faltas sérias, que poderiam machucar. Falei para os atletas que não adiantava revidar. Faz parte da Sul-Americana.

Boa fase de Michel Bastos
Muito bom jogador. É aquele jogador que não vem para participar, vem para jogar. Ele sabe o que nós pensamos. Jogador que está bem é difícil para tirar. Ele vem numa sequência excelente, cabe a mim arrumar um espaço. Ele é um cara fisicamente muito forte, é o tipo de jogador que pode se dar uma sequência, não sente tanto o desgaste, nunca reclama de nada. No final, está difícil juntar os quatro (Ganso, Kaká, Pato e Alan Kardec).

Pedidos da torcida por Auro
Sou treinador de futebol. Quando vou fazer algo do time, eu uso os números. Tomamos 11 gols contra Coritiba, Corinthians, Flamengo e Fluminense. Depois que mudei, foram quatro jogos e um gol tomado. Não estou de brincadeira. Não faço por gosto, não tenho preferência por ninguém.

 

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Muricy elogia atuação e “culpa” saída de Maicon por susto no Morumbi

  1. Culpa maior teve ele, treinador, que não deve ter sabido o que dizer ao grupo no intervalo. Duvido que foi ideia do Maicon pedir para sair. Depois, se era para tirar um volante, deveria ter colocado outro, ou pelo menos, colocado um lateral direito no lugar do Hudson e não improvisar pra todo lado. Deu no que deu, e ele deveria assumir a lambança feita. . .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*