Mau futebol e apatia fazem São Paulo analisar situação de Muricy Ramalho

A derrota para o Botafogo-SP, segunda consecutiva do São Paulo, deixou ainda mais complicada a situação de Muricy Ramalho no comando da equipe.Em entrevista após a partida, ele disse que “não aguenta mais” e que está “arrebentado”, ambas as expressões para falar de seu estado de saúde. Ele sofre de diverticulite e precisa fazer uma cirurgia para retirada de uma pedra na vesícula. Sobre as atuações recentes do Tricolor, o técnico disse que está envergonhado.

A reação dele na coletiva deixou os dirigentes apreensivos. Ao contrário do que havia feito há 10 dias, quando deixou o cargo à disposição depois de perder por 3 a 0 para o Palmeiras, Muricy, dessa vez, não tomou a mesma atitude. O que não significa que sua permanência esteja definida. É muito provável que nesta segunda-feira ele volte a se reunir com os dirigentes para conversarem sobre o futuro, que envolve o desempenho da equipe, e também sua saúde.

A análise da diretoria é que Muricy está com profunda dificuldade de reagir à má fase, e que seu problema de saúde é um agravante. A troca no comando é uma possibilidade real. Os responsáveis pelo departamento de futebol, o vice-presidente Ataíde Gil Guerreiro e o gerente Gustavo Vieira de Oliveira, sempre defenderam a permanência do treinador, mas o mau futebol, a falta de resultados e seu abatimento diante do problema de saúde tornam a missão difícil.

Logo depois de perder por 3 a 0 para o Palmeiras, no dia 25 de março, Muricy disse aos dirigentes que eles não tinham compromisso de cumprirem o contrato até o fim (o prazo é 31 de dezembro), e que sairia se eles achassem melhor. Ataíde rechaçou a hipótese e isso contrariou boa parte dos dirigentes de outros departamentos, que são favoráveis à troca de técnico.

 

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em “Mau futebol e apatia fazem São Paulo analisar situação de Muricy Ramalho

  1. Eu acho que o Muricy perdeu o comando do time. Mesmo que os jogadores não tenham a intenção de fritá-lo, estão desmotivados e sentindo a falta de unidade em tudo. Casa dividida não prospera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*