Maicon deixou SP por ‘questão pessoal’ e escolheu o Grêmio por valorização

O volante Maicon foi apresentado pelo Grêmio na manhã desta segunda-feira (09). O jogador disse após vestir a camisa 19 do tricolor gaúcho que deixou o São Paulo por conta da perseguição da torcida, que se tornou uma ‘questão pessoal’. E a opção pelo clube gaúcho se deu por conta da valorização.

“Críticas e elogios vão existir sempre. Fica complicado quando a vira uma questão pessoal e você se torna sempre responsável pelo e acontece. Sempre falei que é responsabilidade de todos. Se ganha ou perde, é todo mundo. Lá [no São Paulo] houve algo chato, mas passou. Estou em um grande clube, que é o Grêmio, e só falarei sobre o Grêmio. O que aconteceu lá, ninguém gosta”, afirmou.

O contrato com o Grêmio vai até o fim do ano, com perspectiva de compra após o empréstimo. O Grêmio utilizou como pagamento um crédito que o São Paulo tinha com o clube. Além de uma compensação financeira dividida até o fim do contrato, sem envio de jogadores.

A opção por atuar no Grêmio se deu pela valorização no contato feito pela direção de futebol dos gaúchos. Maicon se sentiu importante ao clube e resolveu acertar.

“Cobrança existe sempre. Não sou menino, tenho 29 anos, passei por muita coisa. O que me fez vir para cá foi a maneira que me trataram, que falaram comigo, disseram que desejava que eu viesse pra o Grêmio. Me trataram como um jogador muito importante e isso me fez nem querer saber de outros clubes interessados ou coisas assim. Queria vir para o Grêmio, todos me valorizaram muito. Pedi que o vice do São Paulo, diretor e técnico me liberassem. Espero corresponder”, confirmou.

E nem mesmo a reformulação pela qual passa o clube preocupa. Em Porto Alegre, Maicon se diz empenhado e concorda com o projeto apresentado.

“Lá no São Paulo eu vivi três anos e não foram só maravilhas. Também tivemos dificuldades. Espero que daqui para frente tudo evolua e vá melhorando. Estamos recebendo jogadores pontuais, na tacada certa da direção, e com a chegada deles o clube só tem a crescer. As dificuldades estão aí para serem enfrentada”, finalizou.

O jogador se diz em condições de atuar imediatamente e depende de condições legais para jogar. Seu contrato precisa ser publicado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF até terça-feira para ele poder ficar ao menos no banco diante do Ypiranga, na quarta, pelo Gauchão.

 

Fonte: UOL Esporte

Um comentário em “Maicon deixou SP por ‘questão pessoal’ e escolheu o Grêmio por valorização

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*