Lugano prevê cobranças e pede reforços “de classe” no São Paulo

O zagueiro Diego Lugano não está totalmente fora dos planos do São Paulo para 2018. Convidado a exercer um cargo no departamento de futebol, o uruguaio frisou a necessidade de o clube contratar reforços de peso para a próxima temporada, após um ano em que o time brigou para escapar do rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

“Este ano foi o ano da tolerância, mas o ano que vem será o da cobrança. O São Paulo tem que conquistar alguma coisa e, para isso, precisa de alguns jogadores de classe, de peso nacional e internacional. A diretoria sabe disso e deve estar trabalhando para isso”, afirmou o camisa 5, em entrevista ao canal Espn, nesta sexta-feira.

Como disse Lugano, a cúpula tricolor já está se movimentando para melhorar a equipe. Em entrevista coletiva, o técnico Dorival Júnior confirmou o retorno do lateral esquerdo Reinaldo e o interesse no lateral direito Victor Ferraz.

O goleiro Jean, do Bahia, também deve ser anunciado nas próximas semanas. Além disso, o clube está atrás de um lateral direito, dois atacantes de beirada de campo, um centroavante, e um zagueiro, que pode ser Iago Maidana, emprestado ao Paraná Clube.

O mais importante para Lugano, contudo, é que o São Paulo não sofra um novo desmanche em 2018, o que comprometeu o desempenho do time nas últimas temporadas.

“Nos últimos meses, o São Paulo encontrou um time titular, com jogadores experientes, com obediência futebolística e ambição. O mais difícil para um time, no mercado brasileiro, é manter a base. É uma realidade inquestionável do futebol moderno”, atestou o defensor.

Ainda indeciso se vai se aposentar ao final da temporada, Lugano teve a titularidade no duelo com o Bahia, neste domingo, no Morumbi, confirmada por Dorival Júnior, com quem ainda não pôde atuar no São Paulo. Sua última aparição ocorreu na derrota por 2 a 0 para o Flamengo, em 2 de julho, quando Rogério Ceni ainda era o técnico da equipe.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Lugano prevê cobranças e pede reforços “de classe” no São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*