Lucas diz que tentou resolver e defende colegas: “Não faltou raça”

Ainda no gramado do Couto Pereira, Lucas já se antecipou a todas as críticas que o time sofrerá após a derrota por 2 a 0 para o Coritiba que eliminou o São Paulo nas semifinais da Copa doBrasil. O meia-atacante até acabou admitindo que a equipe depende de sua velocidade, mas avisou que não será justo se alguém cobrar raça.

“Não faltou raça nem vontade. Vacilamos no posicionamento, faltou marcação e matar o jogoquando pudemos. Mas raça e vontade ninguém pode questionar”, defendeu, argumentando que ele e Luis Fabiano criaram oportunidades de gol, o que prova a disposição dos dois principais atletas do Tricolor.

“O São Paulo sempre foi assim: um time de jogadores leves e de velocidade. Fiz o que pude. No primeiro tempo, apareci bem mais, peguei a bola, parti para cima, cruzei, chutei a gol. Tentei”, apontou. “Ninguém pode falar que não tentamos. O Luis Fabiano também chutou uma que passou raspando”, lembrou.

Em sua terceira temporada entre os profissionais, o camisa 7 ainda não chegou nem a uma final de qualquer torneio com a camisa tricolor. Mas o campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2010, ao falar de mais um fracasso, pede mais calma e compreensão com este elenco.

“Agora não adianta ficar procurando erros. As duas equipes que chegaram às semifinais não chegaram à toa. Tínhamos qualidade para passar, mas perdemos para uma grande equipe”, disse Lucas.

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Lucas diz que tentou resolver e defende colegas: “Não faltou raça”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*