Luan se garante no meio, mas pontas viram dor de cabeça no São Paulo

Aos 19 anos, o volante Luan desbancou um nome de peso na equipe titular do São Paulo: Jucilei, que tem 30 anos e custou mais de R$ 4,5 milhões no fim de 2017. E em seu segundo jogo seguido como dono da posição, o garoto mais uma vez mostrou que o técnico Diego Aguirre acertou na mudança.

Luan conseguiu desarmes, inclusive no início da jogada que terminou no gol de Bruno Alves, chegou à área adversária e exigiu boa defesa do goleiro adversário durante a partida contra o Vitória. Nem parece que fez apenas seu sexto jogo pelo São Paulo, sendo o quarto como titular.

Para a próxima rodada, contra o Flamengo, Luan deve ter a companhia de Jucilei no meio de campo são-paulino. Isso porque Hudson recebeu o terceiro cartão amarelo e terá de cumprir suspensão.

Aguirre pode ficar tranquilo com os seus volantes, mas a dor de cabeça para escalar os pontas aumentou. Já sem Everton, que recupera-se de uma lesão muscular na coxa esquerda, o técnico provavelmente não poderá mais contar com Rojas nesta temporada. O atacante tem suspeita de uma ruptura no tendão patelar do joelho direito.

O lateral-esquerdo Reinaldo já vinha sendo escalado como ponta nos últimos jogos. Agora, a tendência é de que Everton Felipe seja o escolhido para ocupar a posição do outro lado de campo. Ele substituiu Rojas no segundo tempo da partida.

 

Fonte: Lance

2 comentários em “Luan se garante no meio, mas pontas viram dor de cabeça no São Paulo

  1. Vamos olhar pelo lado positivo pensando em 2019:
    – estamos bem servidos na zaga com 4 jogadores de bom nível;
    – a lateral esquerda também está bem equacionada;
    – com Luan e Liziero somados a Jucilei e Hudson temos boas opções de volantes;
    – Everton e Rojas recuperados são ótimas opções para atacantes pelo lado de campo;
    – Gonzalo Carneiro mostrou que pode fazer parte do grupo, mas talvez não como titular;
    – Diego Souza e Nenê tem qualidade e podem ser mantidos no grupo – para jogar por tempo limitado ou em jogos bem escolhidos – sendo utilizados na medida que a capacidade física permitir.
    Precisamos portanto:
    1) ao menos um goleiro TOP, deixando Jean na reserva
    2) um lateral direito titular. Bruno Peres pode ser um bom reserva
    3) dois meias armadores, titulares, ficando Nenê e Diego Souza como opções de banco.
    4) um atacante de área titular, mantendo Carneiro e D. Souza como opções.

    Em resumo: a Diretoria precisa trabalhar para manter a base atual e fazer 5 contratações corretas. Não adianta trazer 14 atletas sem qualidade para o time.

    E negociar as saídas de Trellez, Sidão e Everton Felipe evitando grandes prejuízos. Para Brenner, Caique, Shaylon e outros vindos da base penso que vale a pena empresta-los para que ganhem experiência.

  2. Que coisa, tem jogadores que chegam e não precisam de muito para provar ao que vieram, esse menino me fez lembrar o Breno quando começou.
    Outros jogadores da base tem também qualidades mas quando recebem a chance não conseguem desenvolver um mínimo para se manterem, é o caso de Lucas Fernandes e talvez Shaylon, que até agora tem patinado muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*