Lesão de Rodrigo Caio trará reflexos dentro e fora de campo no São Paulo

A grave lesão sofrida por Rodrigo Caio, que rompeu o ligamento cruzado do joelho direito e ficará pelo menos seis meses longe dos gramados, terá efeitos imediatos dentro e fora de campo no São Paulo. Muricy Ramalho perde um dos seus zagueiros mais regulares, enquanto a diretoria fica impossibilitada de negociar seu jogador mais valorizado nesta janela de transferências, num momento em que as contas do clube não estão equilibradas.

Rodrigo Caio era alvo de várias equipes do futebol europeu. O Monaco, da França, havia sinalizado através de um empresário que toparia pagar € 20 milhões (R$ 61 milhões), desde que o jogador conseguisse tirar passaporte europeu. O defensor já havia até dado entrada na papelada para obter o documento, mas o trâmite leva tempo. Barcelona e Arsenal também estavam observando o atleta, que se destacou com a camisa da seleção brasileira sub-20 no torneio de Toulon, na França, há dois meses.

Embora em público o presidente Carlos Miguel Aidar adore falar que o São Paulo vive situação confortável, a realidade é bem diferente. Tanto que o clube atrasou pagamento dos direitos de imagem de alguns atletas em junho e de todos em julho. Além disso, a diretoria pediu um adiantamento das cotas de televisão para contratar Alan Kardec por R$ 13,5 milhões. Por isso, a ideia era vender um atleta para reforçar os cofres. Rodrigo Caio, de longe, era o mais valorizado do grupo. Existem sondagens por Paulo Henrique Ganso, Osvaldo e Alexandre Pato, que pertence ao Corinthians.

Dentro das quatro linhas, Muricy Ramalho tem um grande problema. Quando o técnico pôde utilizar sua zaga titular, formada por Rodrigo Caio e Antônio Carlos, a equipe foi vazada cinco vezes em quatro partidas. Sem eles, o setor piora e muito: foram 11 gols em cinco jogos. Contra o Goiás, o treinador chegou a testar Rodrigo Caio como volante, mas já retornou com o atleta para a zaga diante do Criciúma, jogo em que ele sofreu a lesão.

A diretoria, mesmo com esses números, não vai contratar substituto para Rodrigo Caio.

– Não tem necessidade. O Toloi acabou de voltar do Roma e temos muita confiança no Lucão, que é um garoto de enorme potencial. Não iremos atrás de ninguém – disse o vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro.

Vale lembrar que o garoto Lucão, que era o substituto imediato da zaga, foi convocado para a seleção brasileira sub-20 e será desfalque nas próximas partidas. Rafael Toloi formará dupla de zaga com Antônio Carlos, com Paulo Miranda e Edson Silva como opções imediatas.

Fonte: Globo Esporte

 

Um comentário em “Lesão de Rodrigo Caio trará reflexos dentro e fora de campo no São Paulo

  1. Não precisa ficar irritado e especular de quem é a culpa a cada derrota. Basta dar tempo ao tempo, tudo vai aparecendo.
    Erros dos jogadores nas partidas, erro da comissão técnica na pausa da copa e erro da diretoria no gerenciamento.

    Não precisa o Ataíde falar que não vai contratar zagueiro porque confia no Lucão, qualquer um vê que não temos grana pra contratar. Se tivéssemos, teríamos aproveitado as liquidações do Dedé e do Manoel, que foram para o Cruzeiro.

    Imagino o cenário que esses caras herdaram do JuJu, não deve ser fácil… mas o vacilo de inchar o ataque e esquecer da defesa é culpa da diretoria atual. Tão primário quanto os erros táticos da comissão técnica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*