Leão diz que temperamento tira Luis Fabiano da Seleção Brasileira

Na opinião do treinador do São Paulo, Emerson Leão, Luis Fabiano poderia ser o camisa 9 da seleção brasileira. A qualidade técnica e o faro de artilheiro tricolor são incontestáveis para o comandante que, no entanto, aponta o temperamento como principal motivo para a sua ausência nas listas de Mano Menezes. Neste domingo, na vitória por 1 a 0 sobre o Atlético Mineiro, no Morumbi, o capitão da equipe fez o gol da vitória, mas acabou expulso aos 40 minutos do segundo tempo.

– O Luis Fabiano faz falta para qualquer time, até para a Seleção, mas por esses motivos (expulsões e temperamento) é que ele não está lá. A cobrança é geral, mas acho que tem pessoas mais qualificadas do que eu para analisar – afirmou o treinador, após a partida.

Leão minimizou a importância da faixa de capitão, dizendo que o objeto não representa absolutamente nada, e afirmou que não conversou com o atacante no vestiário do Morumbi, pois esta função é da diretoria.

– Já tive capitão que não era capitão de nada. Às vezes, uma liderança silenciosa representa muito mais do que uma ruidosa. O Luis é bem conhecido e o time está o conhecendo mais do que tudo. Como goleador, ninguém contesta, mas o temperamento, sim – completou Leão.

A diretoria, por meio do vice-presidente de futebol João Paulo de Jesus Lopes, promete conversar com o atleta e admite o temperamento “impulsivo” do atacante, mas garante que não vai prejudicar a equipe.

O cartão vermelho do atacante contra o Atlético-MG representa a décima expulsão de Luís Fabiano em 192 jogos pelo São Paulo. Ao todo, o atleta já marcou 141 gols com a camisa do Tricolor.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*