Justiça alemã rejeita recurso de Breno e jogador continuará preso

O Supremo Tribunal Federal da Alemanha rejeitou nesta terça-feira o recurso feito pelos advogados do zagueiro Breno para que a pena de três anos e nove meses fosse reduzida. Assim, o jogador brasileiro terá de cumprir toda a sentença em uma prisão no país europeu. As informações foram divulgadas pelo jornal alemão “Suddeutsche”.

Em contato rápido por telefone com o UOL Esporte, o diretor de futebol do São Paulo, Adalberto Baptista, confirmou que a diretoria são-paulina já foi informada da decisão tomada pela justiça alemã.

“Já soubemos da decisão e temos advogados trabalhando com isso. Ainda não iremos nos pronunciar sobre o caso, pois temos informações apenas superficiais”, disse o dirigente.

Breno está preso desde julho de 2012 após ser declarado culpado pelo incêndio ocorrido em sua casa em Munique em setembro de 2011. A pena do zagueiro vai até o dia 4 de abril de 2016.

A expectativa era que o brasileiro tivesse a punição reduzida pelo bom comportamento na cadeia e pelo vínculo firmado com o São Paulo em 2012.

O clube brasileiro anunciou em dezembro do ano passado que assinou um contrato de três anos com o zagueiro como uma forma de dar suporte ao jogador, criado nas categorias de base tricolor, e à sua família e também para tentar ajudar na sua liberação. O contrato com o Bayern de Munique terminou em julho de 2012.

Em setembro de 2011, a casa do jogador pegou fogo e a justiça alemã entendeu que Breno foi o responsável pelo incidente. O zagueiro estava sob efeito de álcool e passava por problemas psicológicos após ser informado sobre mais uma lesão no joelho.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*